Jerónimo de Sousa: “Provamos pela intervenção do PCP que é possível fazer andar para a frente as condições de vida”

Segundo o líder do PCP foi graças à “determinação” e capacidade “de não desistir” do partido que avançaram os “manuais escolares gratuitos, passe social intermodal , transportes mais baratos

O secretário geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa, sublinhou as melhorias a nível nacional, por intervenção dos comunistas, numa mensagem de ano novo divulgada no site do partido esta quinta-feira.

“Provamos, pela intervenção do PCP, que é possível fazer andar para a frente as condições de vida. Fazer avançar, repor e conquistar direitos dos salários e reformas, o que nos parecia e diziam ser impossível”, considerou Jerónimo de Sousa.

Segundo o líder do PCP foi graças à “determinação” e capacidade “de não desistir” do partido que avançaram os “manuais escolares gratuitos, passe social intermodal , transportes mais baratos, aumento extraordinário de pensões e agora creches gratuitas”.

No entanto, apesar daquilo que foi alcançado o representante dos comunistas defende ser “preciso ir mais longe”. “Cá estamos para ser essa força decisiva, para assegurar uma política que responda aos direitos às aspirações dos trabalhadores e do povo”, assegurou.

Para o PCP é preciso dar “prioridade aos interesses dos trabalhadores e do povo”, mas também haver “uma política que ponha esses interesses à frente daqueles poucos que amassam fortunas e lucros à custa do trabalho de todos os outros”.

“Contem com o PCP para melhorar salários e reformas, para garantir direitos dos trabalhadores, combater os vínculos precários e os horários selvagens que infernizam a vida de tantos. Para defender o Serviço Nacional de Saúde assegurando que a consulta, o exame e cirurgia que demora a chegar seja um direito de todos”, frisou Jerónimo de Sousa.

De recordar que os comunistas candidatam-se nas eleições legislativas enquanto CDU ao unirem-se ao Partido Ecologista Os Verdes (PEV). Segundo a mais recente sondagem, divulgada pela “SIC”-“Expresso”, a CDU posiciona-se como a quarta força política em Portugal com 6% das intenções de voto.

Recomendadas

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Ouça o podcast “Discurso Direto”

Discurso Direto é um podcast do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Ouça a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.

Marcelo nega estar cansado da Presidência e diz que “seria mau” encurtar mandato em contexto de crise

“Não, não estou cansado da Presidência e, pelo contrário, é mais necessário mais Presidente num momento de mais crise, como é evidente”, defendeu Marcelo Rebelo de Sousa.

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Veja o “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.
Comentários