J+Legal assessorou Transportes Paulo Duarte na aquisição das sociedades do grupo Hurtrans e da Hijos

A sociedade de advogados J+Legal assessorou juridicamente a Transportes Paulo Duarte nas operações cross border, concluídas na passada semana, de aquisição da totalidade do capital social das sociedades Tank Hurt e Cisternas Hurtrans (grupo Hurtrans), bem como na tomada de uma participação de controlo na sociedade Hijos de Román Bono Guarner”,

É a primeira transacção de M&A cross border da J+Legal, o novo escritório de advogados de Jorge Brito Pereira, Jaime Carvalho Esteves, José Diogo Horta Osório e Sofia Matos.

“A sociedade de advogados J+Legal assessorou juridicamente a Transportes Paulo Duarte nas operações cross border, concluídas na passada semana, de aquisição da totalidade do capital social das sociedades Tank Hurt e Cisternas Hurtrans (grupo Hurtrans), bem como na tomada de uma participação de controlo na sociedade Hijos de Román Bono Guarner”, diz a sociedade em comunicado. A Transportes Paulo Duarte é um dos líderes do sector do transporte de mercadorias em Portugal.

As três sociedades estão sediadas em Alicante, Espanha, e dedicam-se ao transporte rodoviário nacional e internacional de mercadorias. No cômputo global, a Tank Hurt, a Cisternas Hurtrans e a Hijos de Román Bono Guarner contam com cerca de 240 trabalhadores e ainda com uma frota de 290 cisternas, 23 camiões rígidos e 215 camiões-tratores.

“Participaram na transação as equipas de Societário e M&A e Tax, coordenadas, respetivamente, pelos sócios José Diogo Horta Osório e Jaime Carvalho Esteves, contando ainda com a intervenção dos associados sénior Lourenço Côrte-Real e Manuel da Gama Quaresma e ainda da advogada-estagiária Carolina Serrano Correia. As operações contaram ainda com a assessoria jurídica e fiscal da PricewaterhouseCoopers Tax & Legal de Espanha, enquanto local counsel”, segundo o comunicado.

“A J+Legal tem vindo a acompanhar a Transportes Paulo Duarte em diversas áreas e, em particular, no seu processo de expansão e internacionalização do seu negócio, através da aquisição das referidas sociedades”, refere a sociedade.

Recomendadas

PremiumPorto Law Summit debate sociedades multidisciplinares

As sociedades multidisciplinares – formadas por advogados e outros profissionais – estão a chegar. O bastonário Luís Menezes Leitão, que se recandidata ao cargo, não está disponível para as aceitar.

Diferendo entre Ordem dos Advogados e Conselho de Deontologia de Lisboa volta “à estaca zero”

O despacho deixa o recurso apresentado em janeiro desse ano pelo bastonário, Luís Menezes Leitão, novamente por decidir, contrariando o próprio entendimento que esta 3.ª Secção do CS havia tido anteriormente.

Advogados do caso BES querem Supremo a decidir pela manutenção de Ivo Rosa no processo

Na terça-feira a providência 24/22, deu entrada no Supremo e ficou decidido como relator o juiz conselheiro Manuel Capelo, segundo a “TSF”.
Comentários