JLL vende projeto para a construção de 514 novos apartamentos em Almada

O empreendimento está localizado no Feijó, na margem sul do Tejo, e tem uma capacidade de construção próxima de 51 mil metros quadrados, informa a própria JLL em comunicado.

A JLL concluiu a venda à Habitat Invest/Patron do Almada South Living de um lote de terreno para o qual estão projetados 514 apartamentos. Localizado no Feijó, na margem sul do Tejo, a capacidade de construção está na ordem de 51 mil metros quadrados, informa a própria JLL em comunicado.

A consultora atuou em representação do vendedor do Almada South Living, cujo ativo se estende por uma área de 9.600 metros quadrados e tem nos planos o desenvolvimento de uma “nova centralidade residencial”.

De acordo com o head of development da JLL Portugal, “Há muito tempo que Almada não tem projetos de construção nova com dimensão suficiente para criar novas centralidades e oferecer apartamentos modernos e adaptados ao perfil da procura existente.”

“A procura por terrenos para promoção imobiliária de grande escala tem vindo a intensificar-se nos concelhos na segunda coroa de Lisboa, contemplando áreas de influência mais alargadas, mas com bons acessos à capital”, sublinha Gonçalo Ponces.

Recomendadas

PremiumOaktree, Cerberus e Vanguard na corrida à VIC Properties

A Alantra vai receber esta sexta-feira as propostas não vinculativas para a compra dos ativos da VIC Properties. A Vanguard deverá avançar para o Pinheirinho. Oaktree e Cerberus entre os interessados.

Aprovada proposta do BE que revoga diploma com benefícios fiscais a fundos de investimento (com áudio)

O diploma que contemplava um quadro de incentivos fiscais dirigido a fundos de investimento imobiliário vai ser revogado, na sequência de uma proposta de aditamento ao Orçamento do Estado para 2023 (OE2023) do BE hoje aprovada no parlamento.

Larfa Properties investe seis milhões na reabilitação do Convento do Beato para o modernizar

No exterior, esta remodelação contemplou ainda “a construção de uma nova área de estacionamento, com cerca de 80 lugares, a poente da igreja, numa zona anteriormente ocupada por armazéns devolutos”.
Comentários