João Félix junta-se a Messi e Neymar no ‘top’ dos futebolistas que mais desvalorizaram em 2021

O futebolista, que protagonizou a transferência mais cara de sempre do futebol português em julho de 2019 (rendendo ao SL Benfica uma soma recorde de 127,2 milhões de euros) encontra-se agora num restrito clube de jogadores, mas numa tabela onde ninguém quer estar.

João Félix

O avançado português do Atlético de Madrid, João Félix, figura no ‘top10’ do site “Transfermarkt” dos futebolistas que mais valor de mercado perderam este ano, ou seja, desde janeiro até dezembro.

O futebolista, que protagonizou a transferência mais cara de sempre do futebol português em julho de 2019 (rendendo ao SL Benfica uma soma recorde de 127,2 milhões de euros) encontra-se agora num restrito clube de jogadores, mas numa tabela onde ninguém quer estar.

João Félix encontra-se no quarto lugar dos jogadores que mais valor de mercado perderam em 2021. De acordo com a avaliação do site “Transfermarkt”, o segundo avançado treinado por Diego Simeone no Atlético de Madrid, teve uma perda de 40 milhões de euros este ano.

No início de 2021, o internacional português estava avaliado em 100 milhões de euros mas quase um ano depois, a 27 de dezembro, essa avaliação baixou para 60 milhões de euros. Assim, e em quase 12 meses, o passe futebolístico de João Félix perdeu 40% do valor, uma percentagem que corresponde a 40 milhões de euros.

De resto, esta desvalorização corresponde a uma cada vez menor aposta em João Félix no Atlético de Madrid. Esta temporada, o avançado formado no SL Benfica atuou apenas 534 minutos na La Liga, tendo marcado dois golos e efetuado uma assistência. Na Liga dos Campeões, Félix fez 245 minutos, não marcou qualquer golo e fez uma assistência. Pela Seleção, fez 22 minutos em jogos de qualificação para o Mundial: zero golos e zero assistências.

O português é o futebolista mais novo deste ‘top10’ onde se encontram grandes figuras do futebol mundial que, no entanto, foram também os jogadores que viram o valor do seu passe futebolístico descer drasticamente em 2021. Os criativos Eden Hazard e Philippe Coutinho (jogador que tem passaporte português) valem agora menos 70% do que valiam no início do ano: perderam 42 milhões de euros de valorização.

O vencedor da Bola de Ouro, Lionel Messi, que trocou o FC Barcelona pelo Paris Saint-Germain no início da temporada, perdeu 40% do seu valor de mercado e tem agora o passe futebolístico avaliado em 60 milhões de euros. Neymar, colega de Messi no clube parisiense, não tem motivos para gozar com o argentino, já que, no mesmo período, também viu o seu passe diminuir cerca de 38 milhões de euros para 90 milhões de euros (menos 29,7%).

 

Recomendadas

Portugal goleia em Praga e assume liderança do Grupo A2 da Liga das Nações

Portugal venceu este sábado a República Checa por 4-0, numa partida em Praga.

Emitido mandado de detenção para Vale e Azevedo

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa emitiu hoje um mandado de detenção para o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo, alegando que se recusa a comparecer perante o juiz.

Instituto do Desporto e Juventude tem 33 recomendações para a redução do consumo energético e hídrico

O organismo deu a conhecer formas de minimizar o consumo nas instalações desportivas. Desde a instalação de sensores de presença à instalação de bombas de calor, tudo conta para reduzir.
Comentários