PremiumJoão Fonseca: “A Liga portuguesa está em contraciclo negativo”

João Fonseca, analista de negócio da FIFA, reflete sobre o futuro do futebol português e destaca a centralização dos direitos televisivos. “Esta crise pode ser a última oportunidade para mudar”, sublinha.

João Fonseca, analista de negócio na FIFA, foi eleito para um mandato de dois anos no UEFA Academy Board para assessorar a UEFA na formação educativa no futebol com planos de formação para dirigentes e antigos jogadores. Em entrevista ao JE, o português reflete sobre as alterações necessárias no futebol português.

O que deverá mudar na Liga de Clubes?
Em Portugal, o modelo de governação da Liga carece de uma reforma urgente. A Liga deveria ser autónoma dos clubes para decidir e o seu presidente deve ser capaz de escolher a sua direção e executar o programa para o qual foi eleito, estando sujeito ao natural escrutínio aquando das eleições seguintes. Não tenho dúvidas de que os clubes perceberão as vantagens deste modelo, para todos. Sem esta autonomia, nada de relevante ou estratégico se conseguirá implementar. Para além disso, é urgente profissionalizar a sua estrutura. Por exemplo, basta compararmos a FPF de 2011 e a de 2020 para percebemos que é possível revolucionar uma organização obsoleta e elevá-la a um patamar de excelência nas mais diversas áreas, num curto espaço de tempo. O futebol português precisa de uma Liga forte e autónoma, que seja capaz de alavancar os clubes, estabelecendo uma conceção de pensamento coletivo que tende a rarear em Portugal.

Que princípios de governação vão prevalecer nesta crise?
Esta crise deve ser encarada como uma oportunidade, talvez a última para reformar e profissionalizar o futebol de forma a garantir a sua sustentabilidade. Sustentabilidade essa que, hoje, não existe e que pode ser conseguida com uma regulação adequada. Em pleno século XXI, não pode ser possível assistirmos a episódios de clubes que veem aceites as suas inscrições e que declaram falência passados um ou dois meses. Algo vai mal quando isto acontece.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Mundial. Portugal com 24 jogadores no último treino antes do duelo com Suíça

A seleção portuguesa de futebol realizou hoje o derradeiro treino antes do embate com a Suíça, dos oitavos de final do Mundial2022, num apronto em que só não participara, os indisponíveis Danilo Pereira e Nuno Mendes.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Mundial2022: “Já provámos que podemos vencer Portugal”, diz selecionador suíço

O selecionador Murat Yakin expressou hoje a vontade de ver a Suíça ser dominante frente a Portugal, nos oitavos de final do Mundial2022 de futebol, e lembrou que os helvéticos já mostraram capacidade para poder vencer os lusos.
Comentários