João Leão reconduz no cargo diretora-geral da Autoridade Tributária por mais cinco anos

Helena Borges vai continuar a liderar a máquina tributária em Portugal por mais cinco anos.

O ministro da Finanças reconduziu no cargo a Diretora- Geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, Helena Maria José Alves Borges.

A renovação da comissão de serviço por cinco anos, “teve por base os resultados obtidos na atividade até agora desempenhada, que evidenciam a aptidão, a experiência profissional e a capacidade de direção necessárias e adequadas ao exercício das respetivas funções”.

No comunicado hoje divulgado, o ministério das Finanças divulga uma nota biográfica da profissional que vai liderar a máquina tributária em Portugal por mais cinco anos: “Helena Borges é licenciada em Gestão pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa e mestre em Gestão de Empresas. É quadro da Administração Pública desde 1982, tendo ocupado diferentes cargos
nas áreas da justiça tributária e administrativa. Foi Subdiretora-Geral na Direção Geral da Administração da Justiça (entre 2002-2005), Secretária-Geral Adjunta na Secretaria-Geral do Ministério da Justiça (de 2005 a 2010), Diretora de Finanças Adjunta na Direção de Finanças de Lisboa, onde assumiu responsabilidades na área da justiça administrativa, justiça contenciosa e investigação criminal fiscal (entre 2010 e 2011); Subdiretora-Geral na Autoridade Tributária e Aduaneira (2011-2012); Diretora de Finanças de Lisboa (entre 2013 e 2015). Ocupava o cargo de Diretora-Geral da Autoridade Tributária e Aduaneira desde 2015”.

Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários