PremiumJoe Biden arrisca teto para o preço do petróleo russo

A decisão não conseguiu consenso na União Europeia. Moscovo adverte que pode ser o primeiro passo para uma crise petrolífera sem precedentes. Com a Ucrânia às escuras e com frio, o Kremlin acha que a NATO já está a combater a Rússia.

O presidente norte-americano, Joe Biden, vai propor no próximo encontro do G7 (de ministros dos Negócios Estrangeiros, na próxima semana em Bucareste) – mas a matéria já está em debate – a criação de um teto máximo para a compra de petróleo russo.

O teto ficaria em princípio situado na casa dos 65 a 70 dólares por barril (neste momento, a Rússia está a vender o petróleo precisamente a 70 dólares), mas, para além da dificuldade económica em ser a procura a estabelecer o preço da oferta, a decisão pode implicar um aumento substancial do preço da commoditie nos mercados internacionais, que é precisamente aquilo que Biden quer evitar.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumEUA e zona euro vão ter uma “aterragem dura” na pista da recessão no próximo ano

A subida das taxas de juro para controlar a inflação vai ter forte impacto na economia em 2023. Alemanha afunda acima da média, com China a crescer acima do previsto.

PremiumVila Maior investe 140 milhões no Grande Porto

Grupo Construções Vila Maior aposta na Área Metropolitana do Porto para desenvolver os seus projetos residenciais, nomeadamente nos concelhos de Gaia, Matosinhos e Espinho, e de arrendamento industrial em Santa Maria da Feira.

PremiumPreço do petróleo caiu 45% desde máximo depois de invasão da Ucrânia

Apesar do embargo e do teto à Rússia, os preços do petróleo bateram mínimos anuais em três dias consecutivos esta semana.
Comentários