Joe Biden elogia “coragem imensa” dos norte-americanos em mensagem de Natal

“Demonstram, repetidamente, que as nossas diferenças são preciosas e as nossas semelhanças infinitas”, acrescentou o presidente dos Estados Unidos, que lidera um país profundamente dividido numa multiplicidade de assuntos.

Patrick Semansky/AP

O Presidente dos EUA, Joe Biden, elogiou este sábado a “imensa coragem” dos norte-americanos frente à pandemia de covid-19, no seu primeiro Natal na Casa Branca, e exortou a busca de luz e a unidade perante as adversidades.

“Este ano vimos a imensa coragem, força, resiliência e determinação de todos vós que cuidam, confortam, ensinam, protegem e servem o país em grandes ou pequenas maneiras”, escreveu Biden numa mensagem também assinada pela sua mulher, Jill Biden, por ocasião do Natal.

“Demonstram, repetidamente, que as nossas diferenças são preciosas e as nossas semelhanças infinitas”, acrescentou o democrata, que lidera um país profundamente dividido numa multiplicidade de assuntos.

“Oramos pela promessa do Evangelho, de encontrar a luz no escuro, que é talvez o esforço mais americano que existe”, lê-se na mensagem de Joe Biden, um católico devoto.

Joe Biden e Jill Biden, acompanhados do seu novo companheiro de quatro patas, um filhote de pastor alemão com o nome marcial de Comandante, também participaram numa conversa virtual com militares.

“Como comandante supremo, gostaria de aproveitar esta ocasião para vos dizer obrigado, obrigado, obrigado. É uma pequena compensação pelo que perdem”, ou seja, passar as férias em família, disse Joe Biden, perante os ecrãs que mostravam militares no Qatar e no Barhein, Roménia e no Colorado.

“Vocês são a coluna vertebral de aço desta nação”, sublinhou o Presidente norte-americano, recordando que o seu filho Beau, que morreu em 2015, esteve no Iraque, enquanto Jill Biden falava do seu pai, que serviu na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial.

O casal presidencial, perante uma América cansada da pandemia e frustrada com o aumento da inflação, deu destaque especial neste ano às tradições que marcam este período, seja perdoar um peru no Dia de Ação de Graças ou cobrir a Casa Branca com decorações.

Apesar disso, Joe Biden foi surpreendido na sexta-feira pelo clima político, particularmente amargo, nos Estados Unidos.

Numa conversa por telefone com uma família sobre o pai Natal, um interlocutor gritou “Vamos Brandon”, uma frase de código popular entre os apoiantes do ex-Presidente Donald Trump para insultar Joe Biden, refere a AFP.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Novo mecanismo de ‘financiamento verde’ para África faz primeiro negócio de 100 milhões

O Fundo de Liquidez e Sustentabilidade (LSF), criado pela UNECA e pelo Afreximbank, fez o seu primeiro negócio de 100 milhões de dólares, potenciando as emissões de dívida pública ‘verde’ dos países africanos, incluindo Angola.

China diz que repórter da BBC preso “não se identificou como jornalista”

A China disse hoje que o jornalista da BBC, detido no domingo, durante um protesto em Xangai, não se identificou como jornalista, após a cadeia televisiva britânica ter revelado que um dos seus colaboradores foi preso e “espancado” pela polícia.
Comentários