Jogo universitário vira incubadora de talentos

A L’Oréal abrindu o seu jogo empresarial a alunos de engenharia e de novas tecnologias.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

A L’Oréal vai mudar radicalmente o foco do jogo empresarial Brandstorm, uma das principais fonte de recrutamento do grupo francês. Na edição de 2017, será posto em prática um formato totalmente digital e criado um desafio dirigido a engenheiros e especialistas em tecnologia. Todavia, mantém-se o tradicional desafio na área de Marketing.

Clara Trindade, diretora de Re­­cursos Humanos da L’Oréal Por­­tugal, revela ao Jornal Eco­­­­nó­mico que “o novo espírito é de “start-up”, baseado nas “melhores feiras de tecnologia do mundo”.

Assim, será pedido aos estudantes que façam um pitch de apresentação dos seus projetos e tentem, através dele, convencer os executivos da L’Oréal e os jornalistas especializados.

“Com as inovações a introduzir em 2017, a L’Oréal pretende posicionar-se como uma incubadora de talentos, desenvolvendo os projetos mais inovadores e sustentáveis”, explica Clara Trindade.

O Brandstorm é um desafio anual lançado aos alunos das universidades parceiras em todo o mundo e que em Portugal são a Universidade Católica, a Universidade Nova de Lisboa, o ISCTE e a Faculdade de Economia do Porto.

Os estudantes passam inicialmente pelo crivo de uma competição local e, depois, por uma prova nacional, que dá ao vencedor o passaporte para a final internacional, que se disputa na cidade sede da casa-mãe da L’Óreal, Paris.

Este jogo empresarial tem uma componente pedagógica forte, promovendo a aproximação dos jovens à realidade empresarial. Por outro lado, cumpre o propósito de atrair e captar talento para a empresa. Só em Portugal, já foram recrutados diretamente através do jogo cerca de 40 alunos, 18 dos quais ainda permanecem na empresa.

Desde a sua criação, em 1983, o Brandstorm mobilizou em todo o mundo cerca de 80 mil estudantes. Portugal, que participa há apenas 12 edições, contabiliza uma vitória mundial na 18ª edição, em 2010, com uma equipa de jovens do ISCTE.

Recomendadas

Mais do que o mercado global, a imigração digital estimula as economias locais

Atualmente, a maior parte da inovação ocorre de forma colaborativa e a mobilidade global das pessoas tem sido um fator importante no aumento do número de polos criativos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Turismo. Hóspedes e dormidas em outubro superam em mais de 5% o registo pré-pandemia

O mercado interno contribuiu com 1,8 milhões de dormidas (-2,7% face ao mesmo mês do ano passado), ao passo que os mercados externos somaram 4,9 milhões (+37,3%).
Comentários