Jornal feito por dissidentes que fugiram do país foi bloqueado na Rússia

De acordo com o Roskomnadzor, o acesso à página foi restringido devido a uma moção da Procuradoria-Geral da República apresentada no dia 26 de abril.

Novaya Gazeta Europe

A ‘Novaya Gazeta Europe’, um jornal online criado por jornalistas de Novaya Gazeta que se viram forçados a sair da Rússia, revelou esta sexta-feira que tudo indica que o website foi bloqueado naquele país, segundo a “Interfax”.

“Os leitores disseram-nos que já não é possível abrir a Novaya Gazeta Europe na Rússia. Isto é confirmado pelo serviço GlobalCheck que monitoriza os bloqueios e a acessibilidade dos serviços da internet. (…) O gabinete do editor não recebeu quaisquer avisos ou cartas de Roskomnadzor [o Serviço Federal de Supervisão das Comunicações, Tecnologias de Informação e Meios de Comunicação de Massa]. A página web pode ter sido bloqueado”, é referido numa nota publicada pelos responsáveis pelo projeto inedepentente.

De acordo com o Roskomnadzor, o acesso à referida página foi bloqueado devido a uma moção da Procuradoria-Geral da República apresentada no dia 26 de abril.

No dia 28 de março, o jornal russo anunciou que iria deixar de publicar conteúdos na sua página online e no papel, depois de ter sido avisado pela segunda vez pelo Roskomnadzor que os materiais publicados poderiam resultar na revogação da sua licença de meios de comunicação social.

“Pouco depois disso, os jornalistas da Novaya tiveram de deixar a Rússia devido à proibição efetiva da profissão. Eles criaram a Novaya Gazeta. Europa, que não é um ramo da Novaya Gazeta, mas um projeto independente de “de jure e de facto“, é ainda mencionado na mesma declaração.

Recomendadas

Ministro dos Negócios Estrangeiros vai fazer visita de três dias a Cabo Verde

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, chega na segunda-feira a Cabo Verde para uma visita oficial de três dias, que inclui encontros com o homólogo e também com o Presidente da República e primeiro-ministro cabo-verdiano. De acordo com uma nota do ministério, hoje divulgada, João Gomes Cravinho vai visitar as ilhas de […]

Ucrânia: Rússia destruiu 58 infraestruturas civis na região de Donetsk

A Polícia Nacional ucraniana informou que as tropas russas bombardearam nas últimas 24 horas 12 zonas residenciais da região de Donetsk, tendo destruído 58 infraestruturas civis.

Costa: “Portugal contribui para o reforço da fronteira Leste da NATO”

O primeiro-ministro usou o Twitter para deixar a mensagem de que Portugal “é solidário com a Polónia no seu apoio aos refugiados, [bem como] apoia a Ucrânia na sua luta pela paz e na preparação do seu esforço de reconstrução.”
Comentários