José Eduardo dos Santos vai deixar a presidência de Angola

O atual ministro da Defesa, João Lourenço, vai liderar o partido nas próximas eleições. José Eduardo dos Santos já tinha mostrado interesse em abandonar o cargo, mas deixou agora escrito o nome do seu sucessor.

O Comité Central do MPLA reúne-se esta sexta-feira e o tema em cima de mesa é hoje mais moroso e particular do que qualquer outro: até ao final do próximo ano, José Eduardo dos Santos vai deixar de ser presidente de Angola.

Esta manhã, José Eduardo dos Santos discursou na abertura do encontro, mas não fez comentários sobre a recandidatura. “O nosso objetivo é ganhar as eleições com maioria qualificada ou no mínimo maioria absoluta. O segredo estará na disciplina, na união e coesão de todos em torno dos nossos candidatos, quer no processo da campanha eleitoral quer no momento da votação”, afirmou.

A notícia foi avançada pelo semanário “Expresso”, que aponta o nome de João Lourenço, atual ministro da Defesa e antigo comissário político das FAPLA, como sucessor. Ao que apurou o semanário, é a primeira vez o nome do sucessor em documento. O antigo deputado do MPLA Jacques dos Santos explicou ao correspondente do “Expresso” que o abandono das atuais funções foi “a melhor decisão que poderia tomar”, dado o seu desgaste.

Durante a última reunião da cúpula do partido, José Eduardo dos Santos começou a dar indicações de que poderia tomar a decisão. Ainda que alguns membros do MPLA não apoiassem a decisão, o ainda presidente angolano deu a entender que não se recandidataria às eleições de 2017. José Eduardo dos Santos nunca antes havia levado as intenções para a frente até agora, quando nomeou o seu sucessor.

Na perspectiva dos analistas que o semanário contactou, confrontado com uma conjuntura altamente adversa e com níveis de popularidade mais baixos da História, José Eduardo dos Santos não tem alternativa senão abandonar a presidência.

 

Recomendadas

Rússia apoderou-se formalmente da central nuclear de Zaporijia

A central de Zaporijia, a maior central nuclear da Europa, está nas mãos das tropas russas desde o início de março.

Primeira-ministra dinamarquesa convoca eleições antecipadas para novembro

O Partido Social Liberal, uma das formações que dá maioria ao Governo social-democrata, tinha ameaçado Frederiksen com uma moção de censura se não convocasse eleições, após apresentar em junho um relatório crítico sobre a gestão feita pelo executivo em relação ao abate de milhões de visons, devido a uma mutação do coronavírus.

Prémio Nobel da Química para 3 cientistas responsáveis química ‘bioorthogonal’

O termo química ‘bioorthogonal’ refere-se a qualquer reação química que pode ocorrer dentro de sistemas vivos sem interferir nos processos bioquímicos nativos. O termo foi cunhado por Carolyn R. Bertozzi em 2003.
Comentários