PremiumJosé Luís Moreira da Silva está disponível para novo mandato à frente da ASAP

“Gostava de sair com o regime fiscal [das sociedades] alterado. Com a pandemia, foi um mandato diferente daquele que eu tinha pressuposto, em 2019”, afirma o líder da associação.

O mandato de José Luís Moreira da Silva na presidência da Associação das Sociedades de Advogados de Portugal (ASAP) acabou, mas o sócio da SRS Legal pretende recandidatar-se à liderança da organização, porque deixou medidas por implementar devido à pandemia, revelou o advogado, em entrevista ao Jornal Económico (JE), no âmbito da publicação do anuário “Quem é Quem na Advocacia de Negócios em Portugal”.

“Ainda estamos a ver, se houver aí alguém mais bem posicionado… Devo dizer com toda a honestidade que gostava de me recandidatar até porque entendo que o mandato foi assim um bocadinho encurtado com a pandemia, há coisas que ficaram por fazer do programa e eu gosto de deixar as coisas feitas”, afirmou ao JE, numa entrevista cuja segunda parte poderá ler na próxima sexta-feira na publicação que sairá nas bancas com o JE.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumMudar modelo de negócio é uma opção para enfrentar “a maré de incertezas”

Empresas que não entendam o cenário macroeconómico enfrentam um futuro sombrio, alerta o CEO da DFK International. Consultoras “devem somar serviços”, diz em entrevista ao JE.

“Falar Direito”. “Renegociação? Medida deveria abranger outro tipo de créditos mais onerosos”

Na última edição do programa da plataforma multimédia JE TV, advogado Francisco Barona, sócio do departamento financeiro e governance da Sérvulo, considerou que o diploma referente à renegociação do crédito à habitação deveria ser mais abrangente, tendo em conta a contração de outros créditos mais onerosos.

Menezes Leitão perde reeleição, novo bastonário dos advogados será eleito em segunda volta

Os candidatos a bastonário dos advogados Paulo Pimenta e Fernanda de Almeida Pinheiro vão disputar a segunda volta na eleição para o cargo, entre 13 e 15 de dezembro, derrotando o incumbente e recandidato a bastonário Menezes Leitão.
Comentários