JSD referenda drogas leves a partir dos 21 anos em fevereiro de 2020

A Juventude Social-Democrata (JSD) vai realizar um referendo interno sobre a legalização do consumo de drogas leves, a partir dos 21 anos, em 22 de fevereiro de 2020, decidiu hoje o Conselho Nacional da organização juvenil.

Segundo a presidente da JSD, Margarida Balseiro Lopes, a data da consulta nacional aos militantes sobre este assunto foi aprovada por unanimidade pelos conselheiros nacionais, reunidos extraordinariamente no Fórum Cultural Transfronteiriço, no Alandroal, Évora.

“Concordas com a despenalização e regulamentação da venda de cannabis para fins pessoais por adultos com idade igual ou superior a 21 anos”, será a pergunta a que os membros da JSD vão ser chamados a responder dentro de cerca de dois meses.

Recomendadas

Santana Lopes perspetiva ano económico “muito difícil” em 2023

Santana Lopes mencionou também o aumento “escandaloso” de quatro vezes a taxa base do custo da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos a pagar à Empresa de Resíduos Sólidos Urbanos do Centro (ERSUC), cujo acionista base é privado.

Crise/inflação: Costa recusa razões para alarmismo sobre panorama dos créditos à habitação

António Costa procurou assegurar que o seu Governo está “atento” face ao impacto da subida dos juros nas prestações a pagar pelas famílias com créditos à habitação.

Costa espera privatização da TAP em 12 meses. Admite que Estado possa perder dinheiro

O primeiro-ministro disse hoje esperar que a privatização da TAP ocorra nos próximos doze meses, afirmando que “só se fosse irresponsável” é que garantiria que o Estado não irá perder dinheiro na transação, mas “espera que não”.
Comentários