JSD reivindica promessa de Ministra da Justiça sobre reabertura do Centro Educativo da Madeira

Para a juventude partidária este é mais um exemplo de um Governo da República que “assume que vai diligenciar para a resolução do problema” e que depois “despreza a Madeira e as suas aspirações”.

A Juventude Social Democrata da Madeira (JSD) reivindicou a concretização da promessa assumida por Francisca Van Dunnem, Ministra da Justiça, que reabrir o Centro Educativo da Madeira, algo que ainda não se verificou.

Os sociais democratas defendem que este é “mais um exemplo” de algo em que o Governo da República perante a imprensa “assume que diligenciará para a resolução de problemas”, mas que “uma vez desligadas as câmaras despreza o Povo Madeirense e as suas legítimas aspirações”.

O partido lembra que o Centro Educativo da Madeira é uma estrutura importante para aqueles que “cometem alguns delitos e que são punidos por isso” não tenham de “abandonar a sua terra por uma questão de gestão económica”.

A juventude partidária denuncia que passados dois anos, “não se conhece quaisquer estudos de sustentabilidade do projecto” nem qualquer negociação com o Governo Regional.

“Não existe também, como no passado, qualquer informação sobre se o modelo de funcionamento será uma parceria pública ou privada”, reforçam.

A JSD diz também não se conhecer a intenção da Ministra para um espaço que sendo do Estado “em vez de estar ao serviço dos jovens” da Região, está fechado o que obriga a que “muitos jovens tenham de ir para o continente estando longe das famílias”.

Recomendadas

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.

Madeira supera 1,1 milhões de dormidas no alojamento turístico em agosto

As estimativas para as dormidas de agosto de 2022 superam em 67 mil o valor do mês anterior, passando assim a constituir o registo mensal mais alto de sempre observado no alojamento turístico da Região.

Madeira investe 923 mil euros na reabilitação da ER 103 entre o Terreiro da Luta e o Poiso

Pedro Fino explicou que esta obra não foi financiada com fundos europeus, mas que a Região aguarda a abertura do novo quadro comunitário, contando que deverá haver enquadramento para o financiamento da reabilitação desta estrada.
Comentários