Juiz assina despacho que permite Luís Filipe Vieira sair de casa em liberdade

Ontem, depois de uma recusa inicial, Carlos Alexandre aceitou a proposta de caução de Luís Filipe Vieira, que compreende como garantias dois imóveis da sociedade Royal Brick, detida praticamente na totalidade (98%) pelos seus filhos.

Tiago Petinga/Lusa

O juiz Carlos Alexandre assinou o despacho que permite a Luís Filipe Vieira sair de casa em liberdade, avança esta sexta -feira a “TSF“. A prisão domiciliária do ex-presidente do Benfica foi assim levantada, ao que apurou a rádio do grupo Global Media.

Ontem, depois de uma recusa inicial, o juiz Carlos Alexandre aceitou a proposta de caução de Luís Filipe Vieira, que compreende como garantias dois imóveis da sociedade Royal Brick, detida praticamente na totalidade (98%) pelos seus filhos. As casas estão avaliadas em 1,28 milhões de euros. Os restantes 200 mil euros foram pagos em depósito bancário.

O ex-presidente do Sport Lisboa e Benfica e da SAD das ‘águias’ apresentou como sugestão de pagamento da caução ações do clube, mas o Ministério Público considera que não têm o valor atual de mercado, pois está inflacionado pela intenção de compra por parte do empresário norte-americano John Textor, que pretende 25% da sociedade.

Ainda assim, o juiz Carlos Alexandre acabou por reverter a primeira decisão e dar ‘luz verde’ à proposta de Luís Filipe Vieira, o principal visado da Operação Cartão Vermelho.

Luís Filipe Vieira continua proibido de sair do país, por estar está indiciado por abuso de confiança, burla qualificada, falsificação de documentos, branqueamento de capitais, fraude fiscal e abuso de informação.

Recomendadas

“Mantenho o compromisso” com a TAP, diz CEO

Christine Ourmières-Widener falava na sede da TAP, em Lisboa, onde chamou os jornalistas para uma sessão de esclarecimentos, após a empresa ter anunciado no domingo medidas como a redução dos cortes salariais dos pilotos e trabalhadores, criticadas pelos sindicatos.

Herdeiro do McDonald’s na Rússia vende quase 120 mil hambúrgueres no dia de abertura

Depois da McDonald’s ter cessado atividade na Rússia Oleg Paroev abriu 50 restaurantes em Moscovo que vêm substituir a marca de hamburgueres.

Ouro russo é o próximo alvo das sanções europeias

Num documento preliminar, os líderes europeus garantem que em relação à Rússia “o trabalho continuará nas sanções”, anunciando assim a possibilidade do surgimento de um sétimo pacote de medidas.
Comentários