Juro médio dos novos depósitos de particulares dispara em outubro para máximo de cinco anos

Segundo os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal (BdP), “em outubro o montante de novos depósitos a prazo de particulares foi de 4.726 milhões de euros, remunerados a uma taxa de juro média de 0,24%”.

A taxa de juro média dos novos depósitos de particulares subiu de 0,05% em setembro para 0,24% em outubro, a maior subida mensal desde 2012 e para a taxa mais alta desde novembro de 2017, informou hoje o BdP.

Segundo os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal (BdP), “em outubro o montante de novos depósitos a prazo de particulares foi de 4.726 milhões de euros, remunerados a uma taxa de juro média de 0,24%”.

“Esta taxa é a mais elevada desde novembro de 2017 e representa a maior subida mensal desde fevereiro de 2012”, destaca.

De acordo com o banco central, do montante de novos depósitos de particulares constituídos em outubro, 4.205 milhões de euros foram aplicados em depósitos a prazo até um ano, remunerados a uma taxa de juro média de 0,23%.

No que se refere aos novos depósitos a prazo de empresas, totalizaram 3.233 milhões de euros em outubro, dos quais 3.026 milhões de euros foram aplicados em depósitos a prazo até um ano, remunerados a uma taxa de juro média de 0,44%.

Já relativamente ao montante dos novos empréstimos concedidos pelos bancos às empresas, foi de 1.432 milhões de euros em outubro, menos 395 milhões de euros do que no mês anterior.

De acordo com o BdP, “uma análise por escalão de montante mostra que foram emprestados 886 milhões de euros nos contratos até um milhão de euros (967 milhões em setembro) e 546 milhões de euros nos contratos acima de um milhão de euros (861 milhões em setembro)”.

A taxa de juro média dos empréstimos às empresas voltou a aumentar e fixou-se em 3,72% (3,03% em setembro), tendo subido tanto nos empréstimos até um milhão de euros (de 3,30% para 4,04%), como nos empréstimos acima de um milhão de euros (de 2,73% para 3,21%).

O BdP atualiza em 4 de janeiro as estatísticas de taxas de juro e de montantes de novos empréstimos e depósitos bancários de empresas e particulares.

Recomendadas

Maiores bancos espanhóis preparam-se para contestar taxa sobre lucros “caídos do céu”

Os bancos espanhóis vão avançar com uma ação legal contra a contribuição sobre os lucros inesperados, de acordo com fontes próximas dessas instituições. Em Portugal, a medida não se aplica à banca. Antes, é exigida às empresas do sector da energia e da distribuição alimentar.

“Em Portugal os mediadores representam 86% da produção na Liberty”, diz responsável por Portugal e Irlanda

“Só para ter uma ideia da nossa atual trajetória, a janeiro de 2023 estamos a crescer mais de 50% em novo negócio Automóvel – tudo porque nos antecipámos ao mercado e prevemos que este seja um ano onde a Liberty vai colher os frutos das sementes entretanto lançadas em 2022 e com isso preparar o crescimento sustentado”, diz Rita Almeida em entrevista.

Quase 11 mil notas falsas apreendidas em Portugal no último ano

O número de notas falsas apreendidas em Portugal caiu 1% em 2022 face ao ano anterior. Nota de dez euros foi a mais frequente entre as retiradas de circulação, revela o Banco de Portugal.
Comentários