Juros da dívida caem em todos os prazos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois, cinco e dez anos, em relação aos valores de segunda-feira passada. Ao início da manhã, os juros da dívida portuguesa a dez anos recuavam para 2,581%, contra 2,596% na segunda-feira. Data de 15 de junho passado o valor mais alto atingido – 3,253% -, […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois, cinco e dez anos, em relação aos valores de segunda-feira passada.

Ao início da manhã, os juros da dívida portuguesa a dez anos recuavam para 2,581%, contra 2,596% na segunda-feira.

Data de 15 de junho passado o valor mais alto atingido – 3,253% -, um máximo desde meados de outubro de 2014. O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a descer, para 1,344%, contra 1,352% no fecho de segunda-feira, depois de terem atingido o máximo de 1,927% a 16 de junho e o mínimo de 0,749% a 10 de abril deste ano.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a cair para 0,338%, abaixo dos 0,346% de segunda-feira, depois de a 08 de julho terem batido o máximo, de 0,807%, desde outubro.

O mínimo de sempre dos juros a dois anos, de 0,013%, foi alcançado a 13 de abril passado.

Os juros da Irlanda e de Espanha estavam a descer em todos os prazos e os de Itália a cair a dois anos e a subir a cinco e dez anos. Em relação aos juros da Grécia, estes estavam a descer a dois e dez anos.

 

Recomendadas

Wall Street encerra no ‘vermelho’ contrariando ‘verde’ da Europa

O petróleo está a ser negociado em alta. O brent valoriza 0,74% para os 76,71 dólares e o crude sobe 0,10% para os 71,53 dólares.

PremiumPreço do petróleo caiu 45% desde máximo depois de invasão da Ucrânia

Apesar do embargo e do teto à Rússia, os preços do petróleo bateram mínimos anuais em três dias consecutivos esta semana.

Embargo europeu ao petróleo russo: o que esperar? Veja os gráficos da semana no “Mercados em Ação”

Veja os destaques na rubrica “Gráficos da Semana”, da responsabilidade de Marco Silva, consultor de estratégia e investimento, no programa que contou com a análise de Mário Martins, administrador da ActivTrades Brasil.