Dívida. Juros dos 4 do sul da Europa a descer

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois, cinco e a 10 anos em relação a quarta-feira, alinhados com os da Grécia, Irlanda, Itália e Espanha.

No dia seguinte à decisão da Reserva Federal norte-americana ter decidido finalmente subir as taxas diretoras, o que não acontecia há sete anos, os juros das dívidas soberanas dos países do sul da Europa respondem em baixa.

Em Lisboa por volta das nove da manhã, os juros da dívida portuguesa a 10 anos estavam a descer para 2,522%, contra 2,567% na quarta-feira.

Os juros a cinco anos também estavam a cair para 1,131%, contra 1,168% no fecho de quarta-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril deste ano.

No prazo de dois anos, os juros estavam a recuar para 0,109%, contra 0,123% na quarta-feira.

 OJE

Recomendadas

Wall Street regressa aos ganhos a meio da semana

A Apple destacou-se esta quarta-feira por afundar mais de 4%, na sequência de a gigante liderada por Tim Cook ter posto na gaveta o seu plano para aumentar a produção dos seus novos iPhones, mas as ações acabaram por encerrar a sessão com uma perda de pouco mais de 1%.

BCP cai 5% e arrasta bolsa de Lisboa para terreno negativo numa Europa mista

“O índice nacional esteve pressionado pela queda de 5% do BCP, numa sessão onde o setor Bancário demonstrou a pior performance na Europa”, escreveu o analista do Millennium BCP, Ramiro Loureiro, na sua análise de fecho de mercados.

CMVM publica cinco decisões de contraordenação, incluindo a coima de 75 mil euros à Orey Antunes

Na base das decisões da CMVM estão três processos por violação de deveres de atuação dos auditores. O processo contra a Orey Antunes por não ter divulgado os documentos de prestação de contas anuais e um processo por violação de deveres dos intermediários financeiros.