Juros das Obrigações portuguesas sobem após reunião da Fed

A subida das yields americanas e a consequente valorização do dólar contagiou as taxas de juro europeias.

Nos Estados Unidos, após a reunião da Fed, as maturidades sobem em todas as prazos, com os juros a 10 anos a subir 2,6 pontos base.

O contágio às Yields europeias foi o efeito esperado. A taxa de juro exigida pelos investidores para absorver dívida portuguesa está hoje a subir em todas as maturidades. Os juros implícitos na emissão a 10 anos aumentam 6,3 pontos base para os 3,836%.

A taxa da dívida espanhola ‘benchmark’ valoriza 1,454%, e a italiana sobe para 1,848%.

A equivalente da dívida alemã, vista como referência no mercado europeu, sobe para 0,371%.

Recomendadas

PremiumReserva Federal penaliza mercados

A postura mais ‘hawkish’ do que o esperado do banco central norte-americano empurra os mercados para perto de mínimos do ano.

Wall Street encerra semana com principais índices a perder mais de 1,50%

O Dow Jones encerrou o dia a ceder 1,62% para 29.590,41 pontos, o S&P500 a perder 1,67% para 3.695,10 pontos e o tecnológico Nasdaq a recuar 1,80% para 10.867,93 pontos.

Euro e libra recuam para mínimos de décadas face ao dólar

O euro e a libra terminaram hoje a semana a recuar para mínimos de décadas face ao dólar, com as moedas europeias pressionadas por receios de recessão e o dólar a beneficiar do estatuto de ativo seguro.
Comentários