Kim Jong-un homenageia pai no sexto aniversário da sua morte

O líder da Coreia do Norte visitou o mausoléu que guarda o corpo embalsamado do pai, Kim Jong-il, por ocasião do sexto aniversário da sua morte, informaram hoje os ‘media’ norte-coreanos.

O líder da Coreia do Norte visitou o mausoléu que guarda o corpo embalsamado do pai, Kim Jong-il, por ocasião do sexto aniversário da sua morte, informaram hoje os ‘media’ norte-coreanos.

Como é habitual nesta efeméride, Kim Jong-un deslocou-se ao Palácio do Sol de Kumsusan, em Pyongyang, onde também se encontra o corpo do avô e fundador do regime, Kim Il-sung, que morreu em 1994.

Kim Jong-il, conhecido por “querido líder”, governou a Coreia do Norte com mão de ferro durante 17 anos, desde 1994 até à sua morte, em 2011, altura em que o jovem Kim Jong-un assumiu o poder do hermético país asiático.

Kim Jong-un afirmou, durante a visita ao mausoléu, que vai lutar “com maior determinação” para que a Coreia do Norte seja um país “politicamente independente e autossuficiente em termos económicos e ao nível da defesa”, segundo um breve comunicado publicado pela agência estatal de notícias KCNA.

Tanto a KCNA como o principal diário norte-coreano, o Rodong Shinmun, publicaram uma fotografia de Kim a prestar homenagem e outra de uma oferenda floral colocada em frente das estátuas de Kim Jong-il e de Kim Il-sung.

Relacionadas

Mattis duvida das capacidades da Coreia do Norte para atacar os EUA

No final de novembro Kim Jong-un garantiu que os mísseis norte-coreanos podiam atacar qualquer lugar nos EUA, mas o secretário da Defesa do país afirmou que não tem provas que o confirmem.

Trump e Putin falam sobre Coreia do Norte

“Os dois presidentes discutiram trabalhar juntos para resolver a muito perigosa situação na Coreia do Norte”, de acordo com um comunicado.
Recomendadas

Eleições do Brasil: Lula recupera e segue na frente com 70% dos votos contados

A segunda volta parece cada vez mais forte numa altura em que os dois candidatos estão taco a taco nos 45%, mas com Lula da Silva, do PT, a tomar a dianteira.

Eleições do Brasil: Bolsonaro mantém-se na liderança com 50% dos votos contados

A segunda volta é cada vez mais certeira, quando a contagem dos votos prossegue e a distância entre os dois principais candidatos à Presidência do Brasil diminui.

Eleições do Brasil: Primeiros números oficiais dão liderança a Bolsonaro sem maioria absoluta

Às 21h30, pouco mais de 1% dos votos válidos estavam contados. Em Lisboa, as urnas fecharam pelas 20:00, após o encerramento ser prolongado devido à forte afluência.
Comentários