Krugman: vitória de Trump é um “desastre” sem “fim à vista”

“Estamos provavelmente a olhar para uma recessão global, sem fim à vista”, defende o prémio Nobel da Economia.

A vitória de Donald Trump deverá dar início a uma recessão à escala global, segundo o prémio Nobel da Economia Paul Krugman.

Num artigo publicado no “NY Times”, Krugman defende que a vitória de Donald Trump será um “desastre para a América e para o Mundo”. Antecipa que a Reserva Federal deixará de estar disponível para estimular à economia, dado que terá menor margem para cortar os juros.

“Estamos provavelmente a olhar para uma recessão global, sem fim à vista”, refere.

Relacionadas

Bolsas atenuam perdas após discurso “conciliador” de Trump

Mercados reagiram com fortes quedas à vitória de Donald Trump, mas o discurso de vitória do candidato ajudou a atenuar as perdas. O polémico candidato prometeu ser o “presidente de todos os americanos” e implementar políticas para relançar o crescimento da economia.

Trump promete ser o presidente de todos os americanos

O candidato republicano venceu as eleições presidenciais nos Estados Unidos, contrariando as sondagens e surpreendendo a maioria dos analistas. No seu discurso de vitória, Trump adoptou um tom mais conciliador e pacífico do que aquele que adoptou durante a campanha eleitoral. E até elogiou Hillary Clinton.

Choque e pavor: Donald Trump é o novo presidente dos EUA

O candidato republicano à Casa Branca, o polémico Donald Trump, será o próximo presidente dos EUA. Hillary já reconheceu a derrota.
Recomendadas

Rodrigo Pacheco reeleito presidente do Senado do Brasil

Apesar de não ser do Partido dos Trabalhadores, o candidato eleito era apoiado pelo novo presidente Inácio Lula da Silva.

EUA: Powell reconhece primeiros sinais de alívio na inflação, mas é “prematuro declarar vitória”

O presidente da Fed afastou cortes de juros este ano, embora admita que a inflação começa a dar sinais de abrandamento. O caminho ainda é longo e a ‘aterragem suave’ continua em cima da mesa, tal como uma taxa terminal abaixo de 5%.

Papa critica “forças internas e externas” que causam violência na RDCongo

O Papa Francisco pediu para os habitantes “não se deixarem seduzir por pessoas ou grupos que incitem à violência”, criticando as forças “externas e internas” que causam violência no país.
Comentários