Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.

A presidente do Banco Central Europeu (BCE) duvida que a inflação na zona euro tenha atingido um pico, sinalizando que as taxas de juro terão de continuar a subir nos próximos meses.

As taxas de juro de novembro de Portugal e de zona euro vão ser divulgadas na quarta-feira e vão ser essenciais para o BCE avaliar qual a decisão que vai sair da reunião de dezembro.

“Não vemos componentes ou a direção que me levaria a acreditar que atingimos o pico da inflação e que vai começar a cair”, disse hoje Chirstine Lagarde no Parlamento Europeu, citada pela “Reuters”.

Os economistas do BCE continuam a antecipar uma subida na inflação da união monetária.

A inflação da zona euro deverá atingir os 8,5% este ano, antes de cair para os 6% em 2023 e 2,3% em 2024, só atingindo os 2% em 2025, segundo o consenso dos economistas consultados pela “Reuters”.

O BCE aumentou a taxa sobre os depósitos dos bancos em 200 pontos base para 1,5% no espaço de três meses para tentar reduzir a subida dos preços.

A grande dúvida agora é se o BCE vai subir a taxa em 50 ou 75 pontos base na reunião de 15 de dezembro, com muitos apontarem para uma taxa de 3% como o nível necessário para travar a inflação.

“Claramente, temos de continuar a aumentar as taxas de juro, e a minha suspeita, embora não me queira aventurar no futuro, é que temos ainda um caminho a percorrer”, segundo a responsável francesa.

A inflação na zona euro atingiu um recorde de 10,6% em outubro, com os economistas consultados pela “Reuters” a apontarem para 10,4% em novembro.

As taxas Euribor — que servem de indexante no crédito à habitação — atingiram hoje novos máximos de quase 14 anos. A evolução destas taxas está relacionada com a subida das taxas de juro diretoras do BCE.

Recomendadas

Mercado automóvel com crescimento homólogo de 43%

Em janeiro foram matriculadas 17.455 viaturas em Portugal. No caso dos ligeiros de passageiros, o aumento homólogo é de 48,4%, ao passo que se regista uma queda de 7,3% face a 2019.

Presidente da República envia para o Tribunal Constitucional decreto sobre associações públicas profissionais

Segundo uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado “considera que o decreto da Assembleia da República suscita dúvidas relativamente ao respeito de princípios como os da igualdade e da proporcionalidade, da garantia de exercício de certos direitos, da autorregulação e democraticidade das associações profissionais, todos previstos na Constituição da República Portuguesa”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários