Lançado concurso para Novo Hospital da Madeira

O prazo para apresentação de candidaturas vai até 18 de fevereiro sendo o preço base de 205 milhões de euros.

Já está lançado o concurso para o Novo Hospital da Madeira, de acordo com o jornal oficial.

O anúncio publicado em jornal oficial diz que o prazo de execução da obra é de 50 meses e tem um preço base de 205 milhões de euros.

O prazo para apresentação de candidaturas, refere o anúncio, vai até 18 de fevereiro, e tem como um dos critérios de adjudicação, a proposta economicamente mais vantajosa na modalidade de melhor relação qualidade-preço.

O anúncio foi publicado também em Diário da República.

De referir que o primeiro-ministro, António Costa, se tinha comprometido, aquando da sua visita à Madeira, em 2018, de que a República iria financiar em 50% os custos da obra do Novo Hospital.

Relacionadas

Albuquerque garante que vai avançar com Novo Hospital e que a Madeira “não pode ficar à espera de aldrabices e jogos políticos”

O governante diz que a Madeira está a ser “constantemente vigarizada” pela esquerda no Continente. Miguel Albuquerque afirma que já “não acredita em nada” do que o executivo central diga sobre o Novo Hospital.

OE 2019: Assembleia da República aprova proposta de alteração de BE e PCP sobre Novo Hospital da Madeira

A proposta do BE prevê que exista um financiamento de 50% do valor da construção, fiscalização e aquisição de equipamentos, enquanto que a do PCP estabelece o apoio à construção, fiscalização e aquisição de equipamentos de acordo com a programação financeira fixada no Projecto de Interesse Comum (PIC).
Recomendadas

O excesso de peso da mochila pode ser prejudicial à saúde do seu filho

É importante redobrar os cuidados e repensar nos materiais a levar para a escola, já que a mochila com peso tem um forte impacto na postura da criança.

Madeira: ACIF participa na quinta reunião transnacional do projeto BLUE-TEC

O projeto visa promover o crescimento inteligente do turismo náutico e costeiro da Macaronésia.

PSD/Açores disponível para novo modelo de financiamento dos bombeiros

O deputado regional social-democrata Luís Soares considerou necessário “saber como funcionam os mecanismos de acesso aos fundos comunitários, mantendo uma porta direta pelos bombeiros, em vez das candidaturas serem elegíveis somente através das câmaras municipais”.
Comentários