Legislativas: Rui Rio diz que coligação com CDS-PP foi discutida mas sem decisão final

O presidente do partido disse que colocou o assunto de uma possível coligação com o CDS-PP, nas legislativas, na última reunião da Comissão Política Nacional de uma forma “informal” e não ainda “do ponto de vista formal”.

Flickr/PSD

O presidente e também candidato à liderança do PSD, Rui Rio, disse que o tema de uma eventual coligação pré-eleitoral com o CDS-PP foi discutido na última reunião da direção, “mas sem qualquer deliberação final”.

No final de uma reunião com a CIP (Confederação Empresarial de Portugal), Rui Rio foi questionado sobre notícias que dão conta de que a sua direção teria rejeitado a possibilidade de ir a votos nas legislativas de 30 de janeiro em listas conjuntas com o CDS-PP.

“Só confirmo que, entre muitos assuntos que foram debatidos, também foi debatida essa matéria, mas sem qualquer deliberação final”, afirmou.

Rio explicou que colocou o assunto na reunião da Comissão Política Nacional de uma forma “informal” e não ainda “do ponto de vista formal”.

“Na situação presente, uma das coisas que é importante é se o PSD vai sozinho ou não vai sozinho. Fizemos um ‘brainstorming’ para toda a gente dar a sua opinião”, afirmou, não querendo alongar-me mais em questões internas.

O jornal online Observador noticiou na terça-feira que foram vários os membros da Comissão Política Nacional de Rio a rejeitarem uma coligação pré-eleitoral com o CDS-PP, depois de o presidente do PSD ter dito, em entrevista à Antena 1, ser “tendencialmente a favor” desse cenário.

Na mesma linha, Rio também não quis responder à acusação do seu opositor interno Paulo Rangel de que estaria a fazer campanha com os meios do partido.

“Não quero responder a nenhuma crítica interna”, insistiu.

Na semana passada, Rio anunciou que renunciaria a fazer campanha interna para as diretas de 27 de novembro que escolherão o próximo presidente do PSD, justificando que se quer concentrar na oposição ao Governo com vista às legislativas de 30 de janeiro.

Hoje, foi na qualidade de presidente do PSD que foi recebido pela CIP, depois de na terça-feira também se ter deslocado nessa condição a uma empresa de calçado em Felgueiras.

Na quinta-feira, Rio já tem marcados dois pontos de agenda como presidente do partido: uma visita a um hospital em Setúbal e uma audiência com a UGT.

Recomendadas

José Luís Carneiro, das comunidades portuguesas no estrangeiro à Administração Interna

José Luís Carneiro é o novo ministro da Administração Interna e regressa a um ministério no qual já desempenhou o cargo de assessor entre 1999 e 2000. O antigo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas tem uma forte ligação ao poder local.

PS conquista dois mandatos do círculo da Europa e reforça maioria absoluta para 120 deputados

Depois de na primeira votação, a 30 de janeiro, PS e PSD terem conquistado um mandato cada um no círculo da Europa, na repetição da votação, o PS acabou por eleger o cabeça-de-lista pelo círculo, Paulo Pisco, mas também o segundo nome na lista, Nathalie de Oliveira.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Legislativas: Governo diz que votaram 152 emigrantes no fim de semana

Segundo o Governo “esse número representa um acréscimo de 31% face aos 116 cidadãos que exerceram o seu direito de voto presencial” a 30 de janeiro.
Comentários