Lembra-se do carro do ‘Regresso ao futuro’? Vai sair uma nova versão e elétrica

O carro vai poder chegar aos 250 quilómetros por hora e vai ser lançado pela DeLorean Motor Co. em 2024, depois de a marca ter declarado falência nos anos 80 do século passado.

Foto: delorean.com

O carro do filme ‘Regresso ao Futuro’, de 1985, vai ter uma versão elétrica. A DeLorean Motor Co. vai lançar a nova viatura em 2024, depois de declarar falência há 40 anos.

Agora que foi recuperada, a marca foi renovada e vai apostar em recuperar a memória do filme realizado por Robert Zemeckis com Michael J. Fox e Christopher Lloyd nos principais papéis como Marty McFly e Emmett ‘Doc’ Brown.

O homem forte no novo projeto é Joost de Vries, que se juntou à marca em 2021. Antes, foi vice-diretor de vendas na “Karma Automotive”, onde passou por enormes dificuldades a nível de vendas e de finanças, devido à dificuldade para produzir carros de qualidade. Foi também vice-diretor de serviço global na Tesla.

Agora, 37 anos depois do lançamento do filme ‘Regresso ao Futuro’, de Vries lidera a ideia de o fazer renascer, reeditando o carro que assumia o papel de máquina do tempo.

Com capacidade para quatro pessoas, o novo carro da DeLorean vai ser arredondado da parte da frente para a de trás, com faróis brancos e uma faixa vermelha de luz atrás. Vai poder atingir as 60 milhas (96 quilómetros) por hora em 2,9 segundos, com uma velocidade máxima próxima dos 250 quilómetros por hora.

Esta é a marca que John DeLorean fundou em 1975, tendo declarado falência em 1982. Uma situação que se deveu à má gestão, falta de qualidade das viaturas e o facto de o seu fundador ter sido acusado do contrabando de 25 quilogramas de cocaína para os Estados Unidos, tendo sido absolvido.

 

Recomendadas

Avalanche em Itália mata pelo menos sete pessoas. Draghi culpa as alterações climáticas

A região tem registado temperaturas excecionalmente altas nos últimos dias. “O calor é incomum”, disse o porta-voz do serviço de resgate, Walter Milan, observando que os termómetros atingiram 10°C no pico da montanha nos últimos dias.

Ucrânia precisa de 750 mil milhões de dólares para plano de recuperação

“Hoje, as perdas diretas de infraestrutura da Ucrânia chegam a mais de cem mil milhões de dólares. Quem vai pagar pelo plano de renovação, que já está a ser avaliado em 750 mil milhões?”, questionou o primeiro-ministro do país, Denys Shmygal.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 4 de julho

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários