Licença de produção da Central de Gondomar lançada a concurso em 2023

O concurso para a atribuição da licença de produção da Central de Ciclo Combinado da Tapada do Outeiro, em Gondomar, distrito do Porto, que termina em 2024, vai ser lançado no próximo ano.

José Sena Goulão/LUSA

O concurso para a atribuição da licença de produção da Central de Ciclo Combinado da Tapada do Outeiro, em Gondomar, distrito do Porto, que termina em 2024, vai ser lançado no próximo ano, anunciou o ministro do Ambiente.

“Tendo em conta o término do respetivo contrato de aquisição de energia em março de 2024, o Governo quer lançar um procedimento concursal para manter a central em funcionamento”, adiantou Duarte Cordeiro na cerimónia do 25.º aniversário da central.

O governante referiu que o executivo pretende lançar o concurso em 2023, em data a definir, mas com o “devido tempo para os interessados apresentarem propostas robustas”.

Acrescentando que serão exigidos requisitos mínimos que não são diferentes daqueles que hoje a central já cumpre.

“É muito bom saber que, nomeadamente quem hoje gere a central, sente-se capaz de apresentar um projeto ambicioso para a continuação desta central”, frisou Duarte Cordeiro.

Antes da intervenção do ministro do Ambiente e da Ação Climática, o diretor-geral da Turbogás, Perfeito Isabel, assumiu que a central reúne as condições técnicas necessárias à implementação das novas tecnologias em desenvolvimento, nomeadamente do hidrogénio verde.

Assumindo estar a trabalhar no desenvolvimento de um projeto de hidrogénio verde, o responsável considerou que, a ser implementado, tornará possível a descarbonização gradual da central da Tapada do Outeiro, constituindo-se ainda como um projeto âncora em matéria de produção de hidrogénio verde para outras indústrias.

Este projeto integrou a candidatura nacional aos Projetos Importantes de Interesse Comum Europeu (IPCEI) e foi um dos selecionados pela `Fuel Cells and Hydrogen Joint Undertaking´ para a primeira `European Hydrogen Week´, que decorreu em finais de 2020, dedicada ao papel essencial do hidrogénio para cumprir o compromisso da União Europeia (UE) de atingir a neutralidade de carbono até 2050.

Situada junto ao rio Douro, a Central de Ciclo Combinado da Tapada do Outeiro permitiu a introdução do gás natural a grande escala no país na década de 90.

Os primeiros trabalhos no terreno foram iniciados em 1995, o primeiro acendimento a gás em dezembro de 1997 e a entrada em serviço industrial em 1999.

Recomendadas

Ibersol com lucros de 14,6 milhões de euros até setembro

A Ibersol registou nos primeiros nove meses deste ano lucros consolidados de 14,6 milhões de euros, que comparam com prejuízos de mais de 20 milhões de euros no período homólogo.

Greve na CP e IP suprimiu 701 comboios até às 18h00

A greve dos trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) levou à supressão de 701 comboios da CP entre as 00h00 e as 18h00.

Semapa aprova distribuição de reservas no montante de quase 100 milhões

Na Assembleia Geral Extraordinária da Semapa foi aprovada a proposta de distribuição de reservas no montante ilíquido por ação de 1,252 euros.
Comentários