Líderes de todos o mundo, uni-vos!

Ser um bom líder pode ser a peça que lhe falta para que o medo não impeça o sucesso, seja em que contexto for. Explicamos-lhe como…

Lynda Gratton, gestão de talento

Estratégias de liderança que causem impacto positivo nas organizações que dirigem, este é o principal lema do World Leadership Forum. Com a duração de dois dias, provou a importância que um líder tem na organização do mundo empresarial, assumindo-o como crucial na sua evolução. Organizado pela WOBI, World Business Ideas, os mesmos organizadores do World Business Forum, em Madrid e em mais nove cidades à volta do Mundo. A liderança do universo empresarial mas não só. Da nossa vida, somos nós os líderes e, nesse sentido, é necessário apurar as capacidades de liderança que só trarão mais-valias, tanto para nós como para os outros. Hoje a liderança apela a líderes menos controladores e mais ágeis, que permitam o equilíbrio perfeito entre ordem, engenho e capacidade de adaptação.

Renovar o pensamento e liderar a mudança
Dia 21, o dia começou com Lynda Gratton, à qual se seguiu Mario Alonso Puig e, por fim, Daniel Goleman, o renomado psicólogo e autoridade líder em inteligência emocional. Lynda Gratton começou a sua apresentação a falar do Japão e da tecnologia, de robôs e de tempo. E, apesar de ser difícil de prever o impacto que a tecnologia terá nas nossas vidas, é importante o apelo aos “human skills”, às capacidades em que a tecnologia não consegue suplantar o ser humano, desde logo a empatia e a criatividade. Mario Alonso Puig é médico, cirurgião e especialista em motivação, criatividade e comunicação. Começou por falar de gratidão, da necessidade de gratidão, de explorar a realidade e reconectar-se com o corpo e com a alma, reconectar-se com o seu “eu” verdadeiro, celebrar a vida, minimizar o sentimento de alguém. No fundo, tomar a decisão de viver, em vez de apenas sobreviver. Daniel Goleman promete uma revolução a cada palestra e esta não foi excepção… os seus contributos tiveram um impacto transformacional no mundo dos negócios e não só. É considerado pelo Wall Street Journal e pelo Financial Times como um dos pensadores mais influentes da área dos negócios, e é autor de inúmeros best-sellers. A sua apresentação foi focada na liderança, claro, mas com um alerta para os perigos da era que atravessamos, um perigo que tem que ver com o facto de escrevermos mais do que falamos. Segundo Daniel, só conseguimos dar atenção a quem fala connosco se não estivermos entretidos com distracções. Na verdade, achamos que ao escrever libertamos emoção, mas não. O que significa que, esta necessidade a que a tecnologia e a Internet nos obrigam, faz com que nos distanciemos da emoção e do sentir, algo que nos aproxima mais dos robôs e menos das pessoas.

O poder da transformação: acreditar é criar
O dia 22 de Maio começou com a apresentação de Juan Pablo Neira, seguindo-se a de Sarah Lewis e, por fim, Magnus Scheving. Juan Pablo Neira e empreendedor e especialista em criatividade e motivação. Um criativo de profissão e ilusionista de coração, acredita que a inovação não é só tecnologia, aliás, para ele, a inovação é igual à tecnologia mais o drama. Ou seja, há um factor mais importante do que o conhecimento e, que é a imaginação. Segundo ele, é importante que cada pessoa encontre o segredo dentro de si, é esse segredo que nos torna únicos. Sarah Lewis é professora em Harvard e especialista em inovação. Para ela, a inovação, a descoberta e o progresso criativo são todos estimulados pelas vantagens adquiridas a partir do improvável, no inesperado e mesmo da falha. Até porque o medo é dos principais elementos que impedem o sucesso, já que condiciona a criatividade. Importante mesmo é reconhecer os limites antes de os podermos testar. Magnus Scheving, empreendedor e criador  de Lazytown, fez um apelo para que se mantenha a criatividade e que se saia da zona de conforto. Desta forma, será possível cultivar as atitudes positivas que vão permitir o desenvolvimento da sua organização. Para o ano, há mais.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a WOBI – World Business Ideas.

Recomendadas

OPEP retoma reuniões presenciais perante medo de recessão internacional

A OPEP+, o grupo integrado pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados, reúne-se quarta-feira pela primeira vez presencialmente desde março de 2020, num momento em que crescem os receios de uma recessão internacional.

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.
Comentários