Linha SNS24 bateu no domingo recorde diário de requisições para testes

Durante este mês de dezembro (dias 1 a 26), foram emitidas pelo SNS24 246.709 requisições de testes à Covid-19, das quais 101.077 na última semana.

A linha SNS24 bateu no domingo o recorde diário de requisições para testes à Covid-19 emitidas, com um total de 22.103, segundo dados dos Serviçoc Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

De acordo com os mesmos dados, o número de requisições para testes à Covid-19 emitidas pela Linha SNS24 no domingo ultrapassou o anterior recorde, de dia 21 de janeiro deste ano (16.672).

Durante este mês de dezembro (dias 1 a 26), foram emitidas pelo SNS24 246.709 requisições de testes à Covid-19, das quais 101.077 na última semana.

“Relativamente à emissão de declarações provisórias de isolamento profilático (DPIP), este mês de dezembro (dias 1 a 26) foram emitidas pelo SNS 24 178.481, das quais 79.256 na última semana”, refere a nota dos SPMS, acrescentando que só no domingo foram emitidas 14.297 declarações.

Os SPMS subinha que nos últimos dias se assistiu a um “crescimento muito acentuado da procura da linha SNS24”, que “tem vindo a acompanhar a evolução do contexto pandémico atual”.

Recomendadas

OE2023: “É insano pretender que a política orçamental seja a salvadora de todos”, diz coordenador da UTAO

Em entrevista à Lusa, Rui Nuno Baleiras, coordenador da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), defende que a política orçamental não pode anular o efeito da política monetária, sob pena de agravar as condições futuras.

OE2023: Municípios exigem “cumprimento rigoroso” da Lei das Finanças Locais

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente do Conselho Diretivo da ANMP Ribau Esteves recordou que o “acordo de compromisso” firmado com o Governo envolve um conjunto de medidas nas áreas da Educação e da Saúde.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

O Governo discute hoje em Conselho de Ministros extraordinário a proposta de Orçamento do Estado para 2023, que deverá dar entrada no parlamento na próxima semana. No Luxemburgo, estão agendados discursos de Lagarde e Enria. Saiba o que esperar desta terça-feira.
Comentários