Lisboa acompanha praças europeias em queda

As perdas ligeiras da bolsa nacional foram atenuadas pelos ganhos das ações da Mota-Engil (+3,64%), mas também das papeleiras, com a Navigator a subir 2,1%.

O PSI 20 fechou a segunda sessão da semana em queda, em linha com as praças europeias, ao ter desvalorizado 0,59%, para 4.703 pontos. A conjuntura internacional laçou incerteza sobre os mercados europeus que, à semelhança de Wall Street, entraram em correção.

Na Europa, o Euro Stoxx 50 cedeu 0,77% para 3.014,13 pontos. O Dax alemão desvalorizou 0,29%, para 10.740,89 pontos e o francês CAC 40 perdeu 0,95% para 4.754 pontos. Em Espanha, o IBEX 35 cedeu 1,27%, para 8.700,80 pontos enquanto o italiano FTSE MIB caiu 0,26%, para 18.644,85 pontos.

Segundo os analistas do BPI, as perdas ligeiras da bolsa nacional foram atenuadas pelos ganhos das ações da Mota-Engil (+3,64%), mas também das papeleiras, com a Navigator a subir 2,1%.

A penalizar a bolsa, esteve o BCP, que recuou 1,6%, mas também Galp, que perdeu 1,88%, penalizada pela queda do preço do petróleo. A EDP tombou 2,51%, tendo sido “o pior performer da sessão, no dia em que informou que a ERSE publicou ontem o documento final relativo às ‘Tarifas e preços para a energia elétrica em 2019’ a vigorar em Portugal”, revelam os analistas do BPI. Também a EDP Renováveis desvalorizou (0,79%) depois de ter anunciado a venda de uma participação 13,50% de dois projetos eólicos offshre em França.

Nas matérias-primas, o petróleo está em queda livre. O corte de produção diária anunciado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em 1,2 milhões de barris, o equivalente a 1% da procura global , só será executado a partir de janeiro de 2019, numa altura em que a produção de petróleo nos Estados Unidos, Rússia e Arábia Saudita, o maior produtor de petróleo do mundo, atingiu níveis recorde.

O barril de Brent, referência mundial e no mercado europeu, caiu 4,08%, para 57,18 dólares, enquanto o West Texas Intermediate tombou 5,25%, para 47,26 dólares.

(atualizada)

Recomendadas

Wall Street fecha com perdas à espera de novos dados do emprego norte-americano

Os três principais índices encerraram as negociações a encarnado. O Twitter ainda arrancou a sessão a subir, mas as ações da rede social acabaram por desvalorizar mais de 3% na sequência de Elon Musk, dono da Tesla que quer comprar a empresa, ter perdido os parceiros de investimento (Apollo Global Management e Sixth Street Partners) no negócio.

Diretora do FMI avisa que situação económica “ainda vai piorar antes de melhorar”

“A incerteza é muito elevada”, referiu Kristalina Georgieva, destacando os efeitos da guerra, apontando que pandemia que “ainda não desapareceu” e acrescentando também que “os riscos em torno da estabilidade financeira estão a crescer”.

PSI fecha em queda em linha com Europa. EDPs lideram perdas

As bolsas europeias encerraram na sua globalidade em baixa. Já o petróleo está em rota ascendente depois de a OPEP+ ter anunciado um corte agressivo na produção. Por sua vez as ‘yields’ da dívida a 10 anos estão em alta.
Comentários