Lua-de-mel de casal britânico em Portugal foi cancelada à força

As férias no Algarve do casal foram canceladas à força.

Um casal britânico de recém-casados viu a sua lua de mel cancelada ao serem banidos de um voo da easyJet para Portugal, país onde intencionavam passar a lua de mel, noticiou o jornal britânico “The Sun”.

A razão prendeu-se com a iminente expiração do passaporte da noiva, Shanice Budd-Smith, que iria ocorrer em menos de três meses depois do voo: segundo regras da União Europeia (UE), os passaportes de turistas britânicos têm que estar válidos um mínimo de três meses após o voo de regresso a casa. Além disso, os passaportes britânicos têm que ser criados há menos de dez anos antes do viajante entrar num país da UE.

A noiva, de 29 anos, disse que a situação fez com que se sentisse “como uma criminosa” ao tentar embarcar no voo com o seu marido, Cameron Smith, afirmando que o funcionário da easyJet disse que se fosse para Portugal, seria deportada.

Com uma estadia de quatro noites no hotel Jupiter Algarve, marcada através da easyJet Holidays, o casal perdeu um total de 600 libras (705 euros) e, em vez de chegar a Portugal, voltaram para casa e jantaram num pub.

A companhia aérea não permitiu ao casal alterar a data das férias nem forneceu um reembolso da quantia perdida. Shanice Buddy-Smith disse que toda esta situação “não é, obviamente, a melhor forma de começar um casamento feliz”.

Um porta-voz da easyJet disse que a companhia lamenta que os clientes não tenham podido viajar, mas que “é muito importante que os clientes verifiquem que o seu passaporte seja válido e que vai de encontro com os critérios exigidos no destino, por isso é que alertamos os nossos clientes para esta situação ao longo do processo de marcação do voo e os emails que recebem antes da partida”.

A noiva disse não fazer ideia da regra europeia que obriga turistas britânicos a renovar o passaporte com mais de três meses de antecedência: “Assumi que a data de expiração era só um sinal de quando renovar o passaporte”.

Recomendadas

Israel abateu três drones do Hezbollah no Mediterrâneo

O exército israelita afirmou hoje que abateu três drones do grupo xiita libanês Hezbollah e que se dirigiam a um campo de gás no Mediterrâneo, numa área marítima disputada pelos dois países.

Manifestações pelo direito ao aborto reúnem milhares em França

Várias manifestações ocorreram hoje em França em defesa do direito ao aborto e para manifestar apoio às mulheres norte-americanas, depois da decisão, na semana passada, do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, de revogar esse direito.

Marcelo parte para São Paulo ainda sem “comunicação por escrito” de Bolsonaro

O chefe de Estado português afirmou hoje, antes de partir do Rio de Janeiro para São Paulo, que continua sem receber nenhuma “comunicação por escrito” do Presidente do Brasil a cancelar o almoço de segunda-feira em Brasília.
Comentários