Luccas Neto e a Escola de Aventureiros hoje na Feira de São Mateus

Decorre até dia 21 a Feira de São Mateus, uma das maiores feiras populares de Portugal. Concertos, gastronomia e muita diversão estão à sua espera. Saiba onde comer bem e quais as melhores opções de alojamento.

“Luccas Neto e a Escola de Aventureiros” atuam hoje em Viseu nas Festas de São Mateus. Um musical repleto de coreografias, música e efeitos especiais que transmite às crianças mensagens  como a importância da união, do amor e da amizade, ou o respeito ao próximo. Vai decorrer no palco principal, pelas 18h30 e o valor do bilhete é de 15 euros.

A antiga Feira Franca de Viseu, atualmente conhecida como Feira de S. Mateus, foi criada pela Carta de Feira concedida pelo rei D. João I em 10 de janeiro de 1392. A nova feira franca anual tinha início no dia de Santa Cruz (3 de maio) e durava um mês. Em data desconhecida, mas ainda no reinado de D. João I, a feira passou a realizar-se no dia de S. Jorge (23 de abril) e foi transferida para Vila Nova (na área da Cava de Viriato) onde existia uma capela dedicada ao santo. Tanto a mudança de data e de local, como os privilégios anteriormente concedidos foram confirmados por D. Duarte em 1436, excetuando a isenção de metade da sisa.

Consultar o programa da feira Aqui

Onde comer

Se gosta de comer bem, a romaria obrigatória é ao restaurante Forno da Mimi, que junta, no mesmo espaço, os sabores típicos da gastronomia brasileira com a gastronomia portuguesa.

No Forno da Mimi, a tradição beirã chega-nos ao palato em travessas de barro e em doses bem servidas, pelas mãos do chef Licínio Marques. Há pratos obrigatórios que estão na carta há duas décadas, como é o caso da vitela da região assada em vinho do Dão, com batata e esparregado; da lageirada de bacalhau em cama de broa; e do cabrito assado da Serra do Caramulo.

As paredes exibem utensílios e ferramentas de trabalho agrícola, florestal e vinícola, das charruas às serras. Os Jardins da Mimi, aberto durante os verões nas traseiras do restaurante, vestem a identidade “Food, Drinks & Fun”, convertida, aos sábados à noite, num ambiente de música e diversão. Toda a mestria do bem-receber é conduzida pela simpatia e o know-how do gerente do espaço, Carlos Mões.

Os Jardins da Mimi, integrados na cadeia estão abertos ao jantar, de quinta-feira a sábado, e localizam-se no espaço exterior do restaurante Forno da Mimi &Rodizio Real, na Estrada Nacional 2, junto à discoteca The Day After.

Mesmo ao lado do Forno da Mimi fica um novo e sofisticado espaço de restauração, o Amazónia, no qual se destacam os sabores da América Latina, com grelhados e sushi e apetecíveis cocktails e sangrias.

Reservas: Tel.: 232 452 555 ou 926 885 904.

Onde ficar

Para alojamento em Viseu tem como opção o Montebelo Viseu Congress Hotel, de cinco estrelas, e o Montebelo Palácio dos Melos Historic Hotel, com quatro estrelas. O valor dos programas começa nos 214 euros, no caso de escolher uma estadia de três noites. As reservas podem ser feitas Aqui ou através do e-mail reservasmontebelo@montebelohotels.com

Recomendadas

Prémio Nobel da Literatura atribuído à escritora francesa Annie Ernaux

A Academia Sueca galardoou a autora pela “coragem e acuidade clínica com que descortina as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal”.

Exposição no Museu da Marinha celebra a amizade entre Alberto I do Mónaco e Dom Carlos I

No âmbito das comemorações do centenário do desaparecimento do Príncipe Alberto I do Mónaco, o Museu de Marinha de Lisboa irá acolher uma exposição organizada pelo Comité Albert Ier – 2022. Estará patente ao público a partir de dia 15. A inauguração, na véspera, conta com a presença do atual Príncipe do Mónaco, Alberto II.

“Trair e Coçar é só começar” vai ter dois ensaios solidários

O público português tem a oportunidade de assistir aos últimos ensaios antes da grande estreia e apoiar, assim, duas associações de solidariedade.
Comentários