Lucros da Coca-Cola superam estimativas e ultrapassam os dois mil milhões

As vendas líquidas da gigante das bebidas aumentaram 10%, para 9,46 mil milhões de dólares, superando as expectativas de 8,96 mil milhões.

Maxim Shemetov/REUTERS

A gigante das bebidas divulgou os resultados do quarto trimestre de 2021, onde anuncia ter registado um lucro líquido no de 2,41 mil milhões de dólares, ou 0,56 dólares por ação, acima dos 1,46 mil milhões, ou 0,34 dólares por ação do ano passado, segundo a “CNBC”.

As vendas líquidas aumentaram 10%, para 9,46 mil milhões de dólares, superando as expectativas de 8,96 mil milhões. A receita daquele período foi prejudicada em seis dias a menos do que no ano passado.

A receita orgânica, que desconsidera o impacto de aquisições e desinvestimentos, saltou 9% nos últimos três meses daquele ano. O volume de caixas unitárias também aumentou 9%.

O segmento de refrigerantes com gás da Coca-Cola, que inclui o refrigerante homónimo, viu o volume crescer 8% no trimestre. Já a coca cola zero teve um crescimento de dois dígitos.

Tendo em conta os resultados, as ações da Coca-Cola estavam a subir mais de 1% nas negociações em pré-mercado.

Para 2022, a Coca-Cola espera um crescimento comparável de lucro por ação de 5% a 6%.

Relacionadas

Coca-Cola vai ter uma nova imagem. Novos sabores também estão em produção

“Modernizar e simplificar a aparência, e ajudar os consumidores a encontrarem o sabor que procuram na prateleira” foi a explicação dada por Natalia Suarez, gestora sénior da Coke Choice Portfolio, sobre a mudança de visual.

Coca-Cola compra empresa de bebidas desportivas Bodyarmor por 4.843 milhões

A Coca-Cola anunciou esta segunda-feira que adquiriu a totalidade da empresa de bebidas isotónicas Bodyarmor, da qual já detinha 15% das ações desde 2018, numa operação avaliada em cerca de 4.843 milhões de euros (5.600 milhões de dólares).
Recomendadas

“Em cinco anos, o mercado das telecomunicações vai mudar completamente”

Com uma quota de mercado de 35%, a Vantage Towers é o segundo maior operador de torres de telecomunicações em Portugal, atrás da Cellnex. Nada que preocupe Paolo Favaro, o CEO da Vantage. Em entrevista ao NOVO Economia, o gestor diz que há dezenas de milhões de euros na calha para construir novas instalações. Quanto ao 5G, a empresa já preparou mais de 1.500 sites.

Beta-i fez 25 projetos de inovação no Brasil este ano: “Houve uma tropicalização forte da oferta europeia”

Renata Ramalhosa, cofundadora e CEO da consultora de inovação Beta-i Brasil, afirma ao JE que este é “um mercado grande” e “com muitas possibilidades”, mas requer “foco” senão as pessoas “perdem-se neste mar de oportunidades”.

Portugueses e espanhóis em maioria no Natal e fim de ano na região Centro

Turistas portugueses e espanhóis lideram as reservas nas épocas de Natal e fim de ano na região Centro e as projeções da entidade regional de turismo apontam para volumes de reservas e valor superiores a 2019.
Comentários