Lucros dos CTT crescem 16,5% até setembro

Os lucros dos CTT subiram 16,5% nos primeiros nove meses do ano por comparação com período homólogo, atingindo os 52,6 milhões de euros, revelou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). De acordo com os resultados do terceiro trimestre de 2014 divulgados, os lucros de 52,6 milhões comparam com 45,2 milhões de […]

Os lucros dos CTT subiram 16,5% nos primeiros nove meses do ano por comparação com período homólogo, atingindo os 52,6 milhões de euros, revelou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com os resultados do terceiro trimestre de 2014 divulgados, os lucros de 52,6 milhões comparam com 45,2 milhões de euros registados pelos Correios entre janeiro e setembro de 2013.

Houve nos primeiros nove meses do ano uma “desaceleração na queda do tráfego de correio endereçado para -6,1%”, valor que está “em linha com as estimativas dos CTT”.

No que respeita ao EBITDA (resultados operacionais reais antes de provisões, impostos e amortizações), este registou um “forte crescimento” de 16,8%, para 101,7 milhões de euros, assinala a empresa.

Os gastos operacionais, por seu turno, reduzem-se em 1,5% para 426,2 milhões de euros, “mantendo a tendência de redução apesar do crescimento dos volumes de expresso e encomendas e dos serviços financeiros”.

Em matéria de trabalhadores, deu-se uma redução homóloga de 2,5% no total de funcionários, para 12 689, descida motivada “por reformas sem substituição e não renovação de contratos a termo certo, “tornadas possíveis em resultado do programa de transformação implementado em 2013”.

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.