Lucros dos CTT crescem 7,6% para 28,3 milhões de euros (com áudio)

Os rendimentos operacionais dos CTT nos primeiros nove meses subiram 8,1% nos primeiros nove meses do ano, atingindo 662,8 milhões de euros, refletindo o crescimento em todos os segmentos de negócio.

Os lucros dos CTT cresceram 7,6% para 28,3 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, à boleia do negócio dos correios, mas também do Banco CTT.

“Os rendimentos operacionais dos CTT nos primeiros nove meses crescem 8,1%, atingindo 662,8 milhões de euros, mais 49,9 milhões de euros do que nos primeiros nove meses de 2021, refletindo o crescimento de todas as áreas de negócio”, indica a empresa no comunicado divulgado esta quinta-feira na CMVM.

Os CTT destacam o aumento de 8,3% nos correios e outros e a subida de 24,9% no Banco CTT. Já os serviços financeiros e retalho registaram um crescimento de 11,2% e o expresso e encomendas de 0,8%.

Até setembro, os CTT conseguiram 345,5 milhões com o negócio tradicional do correio. Uma evolução que foi influenciada pelo segmento de soluções empresariais, que cresceu quase 39 milhões de euros.

Isto reflete, diz, “a integração da empresa NewSpring Services na oferta dos CTT em setembro de 2021 (+14,6 milhões de euros) e o crescimento de 24,3 milhões de euros do negócio base de soluções empresariais, em grande medida devido a uma receita relacionada com um projeto de venda de computadores iniciado no último trimestre de 2021”. Por outro lado, tráfego endereçado teve um decréscimo de 3,9% face ao período homólogo.

Já os rendimentos operacionais do Banco CTT atingiram 90 milhões de euros, o que representa um crescimento de 18 milhões em comparação com os primeiros nove meses de 2021. “O crescimento dos rendimentos contou com a performance positiva da margem financeira”, nota a empresa. A margem atingiu 53,5 milhões de euros, mais 32,3%. As comissões subiram 16,4% para 33,5 milhões de euros.

“O bom desempenho comercial do Banco CTT continuou a permitir o crescimento dos depósitos de clientes para 2.296 milhões de euros (+8,2% face a dezembro de 2021) e do número de contas para 591 mil contas (mais 18 mil do que em dezembro de 2021)”, refere o grupo.

Quanto aos rendimentos operacionais dos serviços financeiros e retalho, atingiram 39,5 milhões, mais quatro milhões do que no período homólogo. Os serviços financeiros (excluindo outros rendimentos) registaram rendimentos de 26 milhões de euros, o que revela um crescimento de 9,8%.

Para tal, contribuíram os rendimentos de 19,8 milhões de euros referentes aos títulos da dívida pública, como Certificados de Aforro e Certificados do Tesouro Poupança Crescimento. Além disso, os produtos financeiros não bancários, na área de seguros reais e plano de saúde, atingiram 46,2 milhões de euros de subscrições. “Com o objetivo de ganhar materialidade no retalho financeiro, os CTT, em articulação com parceiros de negócios, pretendem atingir um crescimento desta linha de atividade nos trimestres futuros”, referem.

Por outro lado, os rendimentos operacionais de expresso e encomendas atingiram 187,8 milhões de euros, subindo apenas 0,8%. “De recordar que o primeiro trimestre de 2021 foi impactado por um comparável difícil face ao período homólogo. O primeiro trimestre de 2021 foi marcado pelos efeitos das restrições da pandemia de COVID-19, nomeadamente o segundo confinamento, que impulsionou fortemente o crescimento da atividade de e-commerce”, referem.

No plano dos gastos, os CTT registaram um aumento de 9,2% para 619,8 milhões de euros face ao mesmo período do ano passado. “Os gastos com pessoal cresceram 4,2 milhões de euros (+1,6%) face ao período homólogo, essencialmente na área de negócio de correio e outros” devido” à aquisição da NewSpring Services”, revela o comunicado. Excluindo a alteração do perímetro de consolidação, os gastos teriam diminuído 1,7%, “em resultado das medidas de aumento de produtividade e foco na eficiência operacional”.

Notícia atualizada às 18:31

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários