PremiumMadeira aperta o cerco à pesca da lapa

A região alargou o período de proibição da pesca da lapa e introduziu uma redução no número de licenciamentos. Está previsto um regime sancionatório para quem incumprir. O objetivo passa por aumentar a capacidade de reprodução e dos stocks existentes.

A Madeira terá critérios mais restritivos para a pesca da lapa. A Secretaria Regional do Mar e Pescas alargou o período de proibição da apanha da lapa, entre novembro e março, uma medida que deverá ser definitiva. O cerco vai ficar mais apertado tendo em conta que o número de autorizações também deve descer.

“A tomada de medidas políticas fortes deve-se ao facto de a monitorização dos indicadores biológicos estar a demonstrar que o período reprodutivo das lapas na região tem vindo a estender-se ao longo do ano, pelo que o estabelecimento de um período de defeso para proteção da reprodução da lapa, é um dos meios mais eficazes no que respeita a estratégias de conservação do recurso, sendo que estas medidas estão apoiadas nos estudos mais recentes que têm sido realizados pela Direção Regional do Mar”, diz o secretário regional do Mar e Pescas, Teófilo Cunha, ao Económico Madeira.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 6 de maio.

Recomendadas

PremiumPowerme: divulgar campanhas através de power banks

“A chegada da Powerme à área metropolitana do Porto e à região do Algarve é um passo importante que nos permite atingir, com Lisboa, uma audiência seis vezes superior”

PremiumTimor-Leste 20 anos depois

Volvidas duas décadas desde a independência, apesar dos progressos feitos na melhoria do nível de vida, os níveis de pobreza permanecem elevados. Quais são agora as prioridades, segundo Ramos-Horta, Ana Gomes e Helder da Costa.

PremiumNovo ‘managing partner’ da Sérvulo antevê “ambiente mais competitivo” na advocacia

Manuel Magalhães, sócio de Financeiro e ‘Governance’, sucede a Paulo Câmara em setembro. A nova comissão executiva da sociedade de advogados será anunciada daqui a dois meses.
Comentários