Madeira apresenta o melhor desempenho a nível nacional na qualidade ambiental

Em termos de índice global, que junta os índices de competitividade, coesão e qualidade ambiental, a lista é liderada pela Área Metropolitana de Lisboa. Em sete regiões a Madeira aparece na quarta posição.

A Madeira apresenta o melhor desempenho a nível nacional na qualidade ambiental, uma das componentes do índice sintético de desenvolvimento regional, que para além da qualidade ambiental mede também a competitividade e a coesão. A região autónoma atinge uma nota de 110,98, sendo seguida pelos Açores (106,38), e pelo Alentejo (101,92).

Em termos de índice global, que agrega os índices de competitividade, coesão e qualidade ambiental, a lista é liderada pela Área Metropolitana de Lisboa (105,96), seguida pelo Norte (99,44), Centro (98,22), Madeira (95,77), Alentejo (95,43), Algarve (90,06), Açores (89,58).

No índice de competitividade a Área Metropolitana de Lisboa lidera com 113,45, seguida pelo Norte (97,97), Centro (94,31), Algarve (90,82), Alentejo (89,68), Madeira (88,55), Açores (81,32).

Quanto ao índice de coesão a lista é liderada pela Área Metropolitana de Lisboa com 105,51, seguida pelo Centro (100,96), Norte (99,05), Alentejo (105,51), Algarve (90,39), Madeira (88,93), Açores (82,33).

Recomendadas

Dificuldades das empresas no acesso à linha Invest-RAM devem-se a regras europeias, diz ACIF

O presidente da ACIF confirmou que algumas empresas não conseguiram converter os apoios a fundo perdido e viram-se confrontadas com a necessidade de devolver o montante recebido, por não cumprirem os requisitos do programa, sendo que outras ficaram mesmo excluídas.

Madeira: “Brigadas do Oceano” educa jovens para a preservação dos oceanos

O projeto pretende também sensibilizar para uma “maior consciência azul, atitudes assertivas em relação ao lixo marinho, conhecer a biodiversidade do mar da Madeira e o gosto por atividades e profissões ligadas ao mar”.

Madeira: “Os Verdes” dão ‘bandeira negra’ às obras do Caminho das Ginjas

O partido no âmbito da campanha SOS Natureza vai alertar para o acelerado declínio da biodiversidade, a degradação dos habitats e os sucessivos atentados ambientais, assinalando com bandeiras negras 40 pontos críticos em Portugal.
Comentários