Madeira bate recorde mensal de hóspedes e dormidas no alojamento turístico

Quer para hóspedes, quer para dormidas, os valores de junho de 2022 representam máximos históricos absolutos, superando os anteriores recordes de agosto de 2021, no primeiro caso, e de agosto de 2017, no segundo.

Em junho de 2022, a Região Autónoma da Madeira bateu recorde mensal de hóspedes e dormidas no alojamento turístico, referem os dados da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM).

A DREM estima a entrada de 177,7 mil hóspedes que geraram 948,7 mil dormidas, traduzindo variações homólogas muito expressivas, de mais 143,8% e de mais158,3%, respetivamente. Comparativamente a junho de 2019, registaram-se, pela mesma ordem, aumentos de 34,1% e 23,1%.

Quer para hóspedes, quer para dormidas, os valores de junho de 2022 representam máximos históricos absolutos, superando os anteriores recordes de agosto de 2021, no primeiro caso, e de agosto de 2017, no segundo.

Sem contar com o alojamento local com menos de dez camas, as dormidas do alojamento turístico, em junho de 2022, apresentaram um aumento homólogo de 159%, uma variação mais expressiva que a verificada a nível nacional, de mais 110,2%.

Na Região, as dormidas de residentes em Portugal cresceram 51% relativamente ao mês homólogo, atingindo as 211,4 mil (22,3% do total), enquanto as de residentes no estrangeiro subiram 224,4%, situando-se em 737,3 mil.

Face a junho de 2019, a variação nas dormidas produzidas por residentes em Portugal foi de mais 81,4%, e de mais 12,8%, no caso das produzidas por residentes no estrangeiro. Os hóspedes entrados, em junho de 2022, com residência no País, totalizaram 55,1 mil, atingindo os 122,6 mil no caso dos residentes no estrangeiro.

No País, em junho de 2022, o mercado interno contribuiu com 2,3 milhões de dormidas, tendo aumentado 16,5%. Os mercados externos predominaram (67,7%) e totalizaram 4,8 milhões de dormidas (mais 241,8%).

Os primeiros dados estimados, na Região, mostram que os principais mercados emissores de residentes no estrangeiro representaram 77,7% do total de dormidas. Nesse conjunto, o mercado do Reino Unido é o que regista mais dormidas, em junho de 2022, cerca de 187,5 milhares, seguido da Alemanha, com 181,9 milhares e da França, com 67 mil.

Em junho de 2022, 11,1% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes. A hotelaria deverá representar 92,5% dos estabelecimentos com movimento de hóspedes (91,8% em maio de 2022).

Recomendadas

Ponteditora anuncia lançamento de duas novas publicações científicas

Os lançamentos serão feitos no segundo trimestre de 2022 e 2023.

PS Madeira quer “estudo científico rigoroso” sobre manuais digitais nas escolas

“Não basta entregar um manual digital – um tablet – aos alunos para dizer que se está a transformar a escola. É preciso muito mais”, disse este sábado, 13 de agosto, o líder da bancada socialista, Rui Caetano, numa iniciativa partidária junto à Escola Secundária Jaime Moniz, no Funchal.

PremiumFundir música comercial com o mundo alternativo

Carlo Rodrigues criou o projeto Krod porque queria algo próprio, independente. Mas, sem o vocalista Lee Jones, Krod não seria Krod. No dia 13 de agosto, a banda embarca para o cobiçado festival ‘Concertos L’, na Estalagem da Ponta do Sol.
Comentários