Madeira: BE e PTP defende revogação da concessão da Zona Franca

O BE refere que a compra pelo Governo Regional da SDM, entidade que gere a Zona Franca, ao Grupo Pestana é desnecessária, enquanto que o PTP diz que esta medida é um “negócio da China”.

O BE e o PTP defenderam a revogação da concessão da Zona Franca pelo executivo madeirense. Os bloquistas e trabalhistas mostram-se ainda contra a compra do Governo Regional da participação do Grupo Pestana na Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), entidade que gere o Centro Internacional de Negócios (CINM), ou vulga Zona Franca.

“É absolutamente desnecessária a compra da SDM ao grupo Pestana, esta empresa sem a concessão do CINM vale ZERO. Os argumentos apresentados pelo Governo são falaciosos e revelam a sua má fé. O caminho a seguir  é revogar a concessão, ferida de ilegalidade segundo o Tribunal de Contas, e o Governo passar a assumir a gestão do CINM diretamente. A SDM ficaria sem atividade e, portanto, todo o seu quadro de pessoal restaria disponível para integrar o organismo público que vier a gerir o CINM”, defende o BE.

Os bloquistas acusam o executivo madeirense de ter dado de mão beijada o CINM ao Grupo de Pestana, sem que esta entidade tivesse dado “qualquer contributo” para o desenvolvimento do CINM, que justificasse 50 milhões de euros de lucros.

“A Autonomia para o PSD serve para dar privilégios aos empresários amigos e as concessões são o instrumento para concretizar tais privilégios: seja no caso do CINM; na concessão das ligações ao Porto Santo e do porto do Caniçal; no centro de inspeções automóveis; ou das concessões rodoviárias Via Expresso e Via Litoral”, acusa o BE.

O BE refere ainda que o executivo madeirense está a “procurar apenas um pretexto para entregar mais um “bónus” de milhões de euros ao Gripo Pestana.

PTP diz que compra da SDM pelo Governo Tegional é “negócio da China”

O PTP diz que a compra pelo Governo Regional da SDM ao Grupo Pestana é um “negócio da China”. Os trabalhistas lembra que têm defendido a regionalização da Zona Franca, tendo em conta que este é um setor estratégico para a região, acrescentado que a existência da SDM para a gestão da Zona Franca é desnecessária. O partido sublinha que deve ser feita a revogação da concessão da Zona Franca uma medida que iria salvaguardar a economia da região.

“Este grande negócio elaborado por Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional e do PSD Madeira, e Rui Barreto, secretário regional da Economia e líder do CDS-PP Madeira, lesa duplamente a região. Aquando o fim da concessão, podia o Governo finalmente assumir a gestão da Zona Franca. Agora com dinheiros públicos quer comprar a SDM beneficiando o grupo económico Pestana. Estranha a obsessão do Governo com a SDM, esta empresa pode morrer sem perder postos de trabalho e sem que se altere a actividade da Zona Franca”, defende o PTP.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/parlamento-da-madeira-1/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”1136″ slug=”parlamento-da-madeira-1″ thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/parlamento-da-madeira-1/thumbnail?version=1573662702424&locale=pt-PT&publisher=www.jornaleconomico.pt” mce-placeholder=”1″]

Recomendadas

Madeira promove conferências sobre património cultural imaterial da região

A primeira conferência dará mote ao tema “Património Cultural Imaterial: Conceitos, Domínios e Inventário”. A segunda conferência é intitulada “Ter começado é meio caminho andado”, e aborda o papel da Secretaria Regional de Turismo na preservação deste património.

Funchal já aprovou 160 mil euros dos apoios municipais “Alavancar” e “Re-Abrir”

No total, são 500 mil euros disponíveis, a fundo perdido, dos quais 32% estão aprovados.

Um senhorio pode aumentar a renda em mais de 50%? Saiba aqui

O aumento da renda da casa é uma das preocupações mais comuns e que, na verdade, resulta da subida da inflação. Mas, apesar de haver algumas exceções, dependendo de contrato para contrato, os senhorios têm de respeitar algumas regras para proceder ao aumento da renda.
Comentários