Madeira: “Brigadas do Oceano” educa jovens para a preservação dos oceanos

O projeto pretende também sensibilizar para uma “maior consciência azul, atitudes assertivas em relação ao lixo marinho, conhecer a biodiversidade do mar da Madeira e o gosto por atividades e profissões ligadas ao mar”.

O projeto “Brigadas do Oceano” tem como objetivo educar os jovens para a preservação da biodiversidade dos oceanos e para a necessidade de repensar o que consumimos e como consumimos.

Na segunda edição realizada este ano um grupo de dez jovens será sensibilizado, durante julho, para uma “maior consciência azul, atitudes assertivas em relação ao lixo marinho, conhecer a biodiversidade do mar da Madeira e o gosto por atividades e profissões ligadas ao mar”.

Em parceria com o SANAS, os jovens serão acompanhados por técnicos da Direção Regional do Mar em ações práticas nas praias.

O secretário regional de Mar e Pescas, Teófilo Cunha, considerou que “o mar é um pilar fundamental da sustentabilidade do planeta” e que “sem um mar são, teremos muitos problemas no nosso planeta”.

O governante disse ainda que os jovens, integrados nas “Brigadas do Oceano”, “são também importantes para transmitirem aos familiares e amigos alguns dos conhecimentos que vão adquirir. Vão receber conhecimentos em segurança e é importante que saiba que devemos ir ao mar de forma segura, para praias vigiadas”.

Durante o projeto os jovens vão ainda fazer o registo do avistamento de águas-vivas, medusas e alforrecas, no âmbito do projeto “GelAvista”, e através do SANAS vão receber conhecimentos na área da segurança, técnicas de salvamento e observação de risco no mar.

Recomendadas

Madeira: BE reivindica medidas que promovam reciclagem e economia circular

O partido considera que é preciso haver campanhas de sensibilização que alertem para a importância da reciclagem, já que a Madeira “uma das regiões do país com a mais baixa taxa de reciclagem, que atinge apenas os 13%”.

Presidente do Iasaúde diz que descentralização do serviço tem permitido “atendimento mais eficiente”

Nos primeiros seis meses do ano 549 novos utentes inscreveram-se no Serviço Regional de Saúde (SRS) através dos serviços de reembolsos nas localidades fora do Funchal, com a Ribeira Brava a representar 22,8% dos inscritos.

Nova lei das telecomunicações protege consumidores que querem cancelar um contrato (com áudio)

De acordo com a nova lei, publicada dia 16 deste mês, esta situação será modificada. A nova lei prevê que nos casos em que o motivo se trata de desemprego, doença prolongada ou emigração, os consumidores poderão rescindir o contrato sem ter que efetuar qualquer pagamento.
Comentários