Madeira com ocupação hoteleira de 90% no próximo fim de semana

A ocupação hoteleira deve-se à Festa da Flor, que se realiza entre 5 e 29 de maio, num investimento de 835 mil euros.

A Madeira tem prevista uma ocupação hoteleira de 90%, no próximo fim de semana, devido à Festa da Flor, que regressa este ano ao seu figurino habitual, anunciou o secretário regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus.

“Nós estamos com uma expetativa de, neste primeiro fim de semana, termos uma ocupação hoteleira de 90%. Isto significa a melhor dos últimos seis anos”, revelou o governante, na conferência de imprensa de apresentação da edição de 2022 da Festa da Flor, que decorre entre 5 e 29 de maio e resulta de um investimento de 835 mil euros.

Eduardo Jesus salientou que o evento volta este ano “ao seu figurino habitual”, com um conjunto de iniciativas que não aconteceram nos últimos dois anos, devido à pandemia de Covid-19.

Em 2020 e 2021, a Festa da Flor foi adaptada ao contexto pandémico e aconteceu só depois do verão, em vez de se realizar na altura da primavera como habitualmente.

O cortejo alegórico, o principal momento do certame, está agendado para o próximo domingo, às 16h30, no qual participarão 13 grupos, num total de 1.400 pessoas, indicou.

O secretário regional do Turismo destacou o regresso do espetáculo infantil associado ao ‘Muro da Esperança’, iniciativa em que as crianças são convidadas a depositar uma flor, num apelo simbólico à paz, assim como o ‘Muro da Solidariedade’, que acontecerá a 13 de maio.

Como novidades, Eduardo Jesus realçou o espetáculo de artes circenses, que decorre nos dias 27, 28 e 29 de maio, no anfiteatro do Jardim Municipal do Funchal, e “as estátuas vivas associadas à festividade da flor” que estarão em algumas zonas.

Ao longo do mês de maio, realizam-se ainda um total de 42 concertos, 36 dos quais na placa central da Avenida Arriaga, com entrada gratuita.

Estão também previstas 24 atuações dos grupos da flor nos dias 14, 21 e 22 de maio, disse Eduardo Jesus, realçando que estão envolvidas no evento da Festa da Flor 4.100 pessoas.

O mercado das flores e de produtos regionais terá “17 casinhas” e funcionará até às 24h00 no fim de semana e até às 22h00 nos restantes dias, referiu o governante, destacando, igualmente, a instalação de tapetes florais na Avenida Arriaga e no Largo do Corpo Santo.

A Festa da Flor acontece tradicionalmente no início da primavera, tendo começado a ser um dos principais cartazes turísticos da Madeira em 1979, divulgando as flores que tornaram a ilha conhecida.

A sua origem está numa iniciativa com o mesmo nome, organizada pelo Ateneu Comercial do Funchal desde 1954, mas passou depois a ter programa oficial organizado pelo Governo Regional.

Recomendadas

IHM procura mitigar problema da desertificação do centro do Funchal

Neste sentido, a IHM tem procurado divulgar os principais programas de apoio habitacional disponibilizados, destacando o Programa de Recuperação de Imóveis Degradados (PRID), bem como dos apoios financeiros que são concedidos para o arrendamento, como é o caso do PRAHABITAR, e o Programa de Apoio a Desempregados (PAD).

Funchal encaminha 20% do total de resíduos produzidos para reciclagem

O Funchal produz cerca de 62.000 toneladas de resíduos urbanos por ano.

Papiro arranca com entregas em 24 horas na Madeira e Açores

Estão incluídos os serviços de recolha, transporte e entregas personalizadas de encomendas ou documentação confidencial.
Comentários