Madeira e Açores lideram procura de casas por estrangeiros

O estudo do ‘Idealista’ revela que, nos dez concelhos com menos de cinco mil habitantes que são mais procurados por estrangeiros, a região autónoma dos Açores surge destacada ao reunir oito deste concelhos que, nos últimos três meses, receberam a maioria das visitas de estrangeiros às casas à venda no portal.

Portugal posiciona-se, cada vez mais, como um destino de eleição para estrangeiros. Segundo dados do ‘Idealista’, nos últimos três meses, 68% das visitas de casas à venda neste portal no município de Porto Moniz, na ilha da Madeira, e Lajes das Flores, na ilha das Flores (Açores) vêm do estrangeiro. O município do Nordeste, na ilha de São Miguel, também nos Açores, surge logo de seguida, com uma percentagem de 64% das visitas a corresponderem a estrangeiros.

O estudo do ‘Idealista’ revela que, nos dez concelhos com menos de cinco mil habitantes que são mais procurados por estrangeiros, a região autónoma dos Açores surge destacada ao reunir oito deste concelhos que, nos últimos três meses, receberam a maioria das visitas de estrangeiros às casas à venda no portal. Nesta região, o município da Lajes das Flores, na ilha das Flores foi o que teve maior peso internacional nas visitas (68%), seguido do concelho do Nordeste, na ilha de São Miguel (64%). Logo a seguir está Santa Cruz das Flores, na ilha das Flores (62%); o município do Corvo, na ilha do Corvo (60%); Santa Cruz da Graciosa, na ilha Graciosa (59%); Calheta, na ilha de São Jorge (59%); Lajes do Pico (57%) e São Roque do Pico (52%), ambos na ilha do Pico.

Alcoutim, no distrito de Faro, Algarve, reúne 57% das visitas das casas por cidadãos estrangeiros para comprar casa. A completar a lista de dez municípios com menos de cinco mil habitantes onde há mais estrangeiros do que portugueses à procura de casas para comprar está Porto Moniz, na ilha da Madeira (68%).

O ‘Idealista’ refere que o “clima ameno, o sol, o mar, a gastronomia típica, a segurança e a simpatia do povo português” são alguns dos pontos que atraem os estrangeiros para visitar e viver em Portugal. São sobretudo os municípios do litoral, para além das regiões autónomas, com destaque para Lisboa, Porto e várias cidades no Algarve, que têm chamado os estrangeiros para comprar casa no país.

Com base na oferta de casas disponível pelo ‘Idealista’, o município com menos de cinco mil habitantes que tem atraído mais estrangeiros para procurar casas à venda e que possui o preço unitário mais elevado é Porto Moniz, na ilha da Madeira, onde comprar uma habitação custa, em média, 1.586 euros por metro quadrado (euros/m2). Em seguida surge o concelho da Calheta, na ilha de São Jorge, com 1.258 euros/m2. A fechar o ‘pódio’ está São Roque do Pico, com 1.039 euros/m2.

Já os concelhos com menos de cinco mil habitantes onde os preços das casas para comprar são mais económicos, registam-se na ilha do Corvo (385 euros/m2), Santa Cruz da Graciosa (705 euros/m2) e Lajes das Flores (744 euros/m2). A par destes e num nível intermédio está o município Lajes do Pico, com 795 euros/m2.

Já de acordo com o relatório de preços do idealista referente a maio de 2022 surgem apenas Alcoutim, em Faro, onde comprar casa tem o custo intermédio de 799 euros/m2. E ainda Nordeste, na ilha de São Miguel, com o preço das casas unitário de 778 euros/m2.

Recomendadas

Airbnb proíbe de vez festas nas casas da plataforma

A empresa tinha proibido em 2020, numa medida “em interesse da saúde pública” e agora decidiu tornar a medida definitiva em todo o mundo, numa forma de “apoio aos anfitriões e vizinhos”.

Imobiliário. Californianos vão investir 3,5 milhões no litoral português até ao final do ano

Os destinos de Cascais e Oeiras, na Grande Lisboa, ou os Açores e a Costa Vicentina com investimento direcionado para os Vistos Gold são os mais procurados.
Comentários