Madeira: Economia tem orçamento de “compromisso” e aloca 1,8% do PIB para investigação e desenvolvimento

O Orçamento Regional para a Economia prevê apoios às empresas e investimentos de 96 milhões de euros através do IDE. Para custo de expedição irão existir 500 mil euros.

Um orçamento de compromisso. Foi assim que o secretário regional da Economia, Rui Barreto, classificou as verbas que serão atribuídas às áreas sobre a sua tutela. Serão também mobilizados 1,8% do Produto Interno Bruto (PIB) para a investigação e desenvolvimento, naquele que é o “maior investimento de sempre”, a que se junta apoios às empresas e aos custos de expedição.

O governante durante a discussão na especialidade do Orçamento Regional, para 2022, referiu que a região autónoma vai continuar a apoiar as empresas e o investimento através do Instituto de Desenvolvimento Empresarial (IDE) no valor de 96 milhões de euros.

“Vamos apoiar os custos de expedição. Começamos com 200 mil euros em despesas elegíveis. Em 2022 vamos chegar aos 500 mil euros, e até final da legislatura queremos atingir os 600 mil euros”, disse Rui Barreto, na Assembleia Legislativa da Madeira.

O governante salientou que durante o período de pandemia existiram apoios de 17 milhões de euros às empresas.

O secretário regional da Economia sublinhou que a Madeira está nos top 10 dos destinos mais atrativos para os nómadas digitais, que se traduz num retorno para economia de 27 milhões de euros.

“Para a mobilidade vai existir uma verba de 1,2 milhões de euros, dando resposta ao aumento da procura por veículos elétricos, e 500 mil euros para abate a veículos em fim de vida”, disse o governante.

“Para o armazenamento de energia em fontes renováveis estarão disponíveis um milhão de euros”, vincou o secretário regional da Economia.

Rui Barreto criticou o PS, com a conivência do BE e PCP, na República, por chumbarem várias propostas no âmbito  do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), como o prolongamento do Molhe da Pontinha.

“Sem apoio da República vamos avançar nas obras de requalificação na Marina do Funchal, que deve atingir os seis milhões de euros, obras que se devem iniciar no segundo semestre de 2022, e vamos também prosseguir os estudos do Molhe da Pontinha”, afirmou Rui Barreto.

O governante referiu que o orçamento alocado para a economia “mantém e até reforça” algumas áreas de investimento, bem como os apoios diretos e indiretos para empresas e famílias para fazer face às dificuldades da atual conjuntura.

Rui Barreto referiu que o orçamento prevê várias ferramentas para investimento, alívio fiscal do IRC e IRS, apoios às empresas, ajudas à recuperação económica, à manutenção de emprego e à redução da taxa de desemprego.

Apoios para a transição digital

No âmbito do Apoiar Madeira, que apoia a transição digital das empresas, estarão disponíveis quatro milhões de euros, sendo que para as empresas do Porto Santo irá haver majoração de 5%, disse Rui Barreto.

Rui Barreto salientou que através do Código do Investimento “queremos criar mais atratividade para atrair investimento estrangeiro” e também capital humano.

O governante sublinhou também o que será feito no Requalificar + Digital, “programa que permite a licenciados noutras áreas encontrar colocação no mercado de trabalho nas áreas tecnológicas em que existe pleno emprego”.

Rui Barreto anunciou também apoios às infraestruturas de telecomunicação, que se traduzem em investimentos feitos no cabo submarino e no 5G.

Recomendadas

Savoy Palace considerado hotel mais luxuoso de Portugal nos ‘Óscares do Turismo’ pelo segundo ano consecutivo

O hotel conta com assinatura da designer Nini Andrade da Silva, combinando estilos arrojados, modernos e históricos. O Savoy Palace fica a uma curta caminhada do centro histórico do Funchal e abriga o Laurea Spa, com 3.200 m2 e inspirado na Floresta Laurissilva da Madeira, Património Natural da UNESCO.

Madeira: Novos contratos de arrendamento diminuíram enquanto valor por metro quadrado cresceu

Entre as 25 regiões NUTS III, a RAM posicionou-se como a quarta região com o valor mediano das rendas mais elevado, atrás da Área Metropolitana de Lisboa, do Algarve e da Área Metropolitana do Porto.

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.
Comentários