Madeira: ex-diretor regional das Florestas interpõe acção no DIAP sobre queda de árvores

O antigo diretor regional das Florestas diz que entregou essa ação em final de novembro e que existem factos que precisam de ser apurados e esclarecidos.

Foto: Domingos Perestrelo

O antigo director regional das florestas, Rocha da Silva, colocou uma ação no Departamento de Investigação e Ação Criminal do Funchal (DIAP) em que solicitou esclarecimentos sobre a queda da árvore no Monte.

Rocha da Silva diz que entregou essa acção em final de novembro, confirmando que “está aberto um processo, mas mais do que isso não sei rigorosamente nada”, referiu à Lusa, depois de o Jornal da Madeira ter noticiado que o Ministério Público está a investigar a “polémica das perícias do Monte”, no Funchal.

“Eu entreguei no Ministério Público e agora aguardo que o Ministério Público desenvolva, mas eu não queria estar agora a ser protagonista sobre isso, porque acho que não seria próprio da minha parte estar a fazê-lo”, referiu à Lusa.

Para Rocha da Silva existem aspectos que devem ser devidamente apurados e esclarecidos. “Essa é a minha atitude e nada mais”, acrescentou.

De referir que em outubro, o Económico Madeira avançava aqui que o Ministério Público estava a realizar diligência complementares relativos à queda da árvore.

Na altura o Ministério Público confirmou que o inquérito se encontrava em investigação, como resultado de uma denúncia de Rocha da Silva, relativa a este processo.

De referir que no âmbito da queda da árvore tanto Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal do Funcjal e Idalina Perestrelo, vereadora da autarquia, já forma constituídos arguidos.

 

Recomendadas

Funchal: PAN critica “tiques de absolutismo” de PSD e CDS-PP

O partido diz que o Orçamento Municipal do Funchal, que foi aprovado na Assembleia Municipal, permite concluir que estamos perante uma vereação “sem rasgo, sem ideias, conduzida por um presidente de Câmara, Pedro Calado, cuja capacidade de resolução de problemas já é considerada, por um número crescente e cada vez maior de habitantes do Funchal, como uma desilusão”.

Madeira lança campanha para promover literacia na saúde

Entre os temas abordados estarão: a alimentação saudável, a promoção da atividade física, a prevenção de acidentes em diferentes idades e contextos, a saúde mental ao longo da vida, a prevenção de consumos de substâncias psicoativas, a prevenção de consumos de álcool e tabaco, o sono e o repouso recomendados e o uso adequado da medicação.

Asseco PST e LOQR estabelecem parceria para reforçar ligação à lusofonia

Com esta parceria as empresas pretendem auxiliar as instituições financeiras no seu processo de aceleração digital.
Comentários