Filiais de empresas estrangeiras aumentam 7% na Madeira

Estas empresas correspondem a 2,1% do total das sociedades não financeiras.

O número de filiais de empresas estrangeiras na Região Autónoma da Madeira aumentou 7,4%, em 2020, para 204, o que corresponde a 2,1% do total das sociedades não financeiras, a mesma percentagem que no país, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatísticas (DREM).

Estas empresas empregaram 2.993 pessoas, menos 6,2%, face ao período homólogo, o que corresponde a “3,8% do total do emprego das sociedades não financeiras da região (17,7% no país)”.

Em média cada filial empregava empregava 15 pessoas em 2020, “valor superior ao das sociedades com sede na região (seis pessoas)”.

O país de origem do controlo de capital com maior peso em termos do número de filiais da região foi o Brasil, com 27,5%.

“Em 2020 na região, por sector de atividade destacam-se as atividades de “Comércio”, dos “Outros serviços” e da “Construção e Atividades Imobiliárias”, com 71, 55 e 35 filiais estrangeiras, respetivamente”, refere a DREM.

Recomendadas

Funchal: Coligação Confiança aponta instabilidade no Executivo municipal

Miguel Silva Gouveia destaca que “agora que todos os vereadores com pelouros são do PSD, a realidade é que o CDS, formalmente, abandonou a Câmara do Funchal, abandonou a cidade do Funchal”.

Madeira: Iniciativa Liberal alerta para excesso de embarcações de pesca ao atum

O partido sugere, nesse sentido, que os governantes estudem a possibilidade de abater algumas embarcações, para os armadores que o quiserem fazer.

Remuneração mensal na Administração Regional da Madeira aumentou para 1.560 euros

Quanto às habilitações, no final de 2021, cerca de 58,8% dos trabalhadores da ARM tinham um curso superior, 23,2% o ensino básico e os restantes 18,9% o secundário. A idade média era de 48,7.
Comentários