Madeira: filiais estrangeiras registam aumento de 125% no valor acrescentado bruto

O volume de negócios chegou aos 506,4 milhões de euros, um aumento de 84,1%.

As filiais estrangeiras, com presença na Região Autónoma da Madeira, geraram um valor acrescentado bruto de 202,5 milhões de euros, em 2021, mais 125,3% face ao ano anterior, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM). Estas filiais representam 11,1% do valor acrescentado bruto das sociedades regionais.

O volume de negócios destas filiais chegou aos 506,4 milhões de euros, mais 84,1%, e representam 7,3% do volume de negócios das sociedades não financeiras regionais.

Contudo verificou-se uma quebra de 7,8% no número de filiais estrangeiras, para as 188, o que corresponde a 1,8% do total das sociedades não financeiras com sede na Região.

Estas filiais empregavam 4.070 pessoas, mais 36,0% face ao período homólogo, o que representa 6,3% do total do emprego das sociedades não financeiras da região.

Em média cada filial empregava 60 pessoas, um valor superior ao das sociedades com sede na Região (6 pessoas).

“Em 2021, 69,1% das filiais de empresas estrangeiras da Região e 95,5% do volume de negócios correspondiam a empresas cuja sede se situava no continente europeu (89,7% em países da União Europeia), seguindo-se o continente americano, com 4,8% das filiais e 1,3% do volume de negócios. Na Região, entre os cinco países com maior contributo para o volume de negócios, todos pertencem ao continente europeu. O país de origem do controlo de capital com maior peso em termos do número de filiais da Região foi Malta, com 20,2%”, diz a DREM.

Por sector de atividade “as atividades de “Outros serviços”, da “Construção e Atividades Imobiliárias”, do “Alojamento e Restauração” e do “Comércio” tinham 63, 44, 25 e 24 filiais estrangeiras”, salienta a DREM.

“As filiais de empresas estrangeiras que estão licenciadas no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) representam 21,8% (20,9% no ano anterior) do total das filiais da Região e 27,9% (41,6% em 2020) do volume de negócios das sociedades detidas por entidades sediadas em países estrangeiros”, acrescenta a DREM.

Recomendadas

Funchal: Coligação Confiança vê proposta sobre ruído chumbada pelo PSD

A proposta previa auscultação prévia a um leque abrangente de entidades que incluem não só as forças de segurança, a ARAE, a ACIF e os sindicatos representativos do sector das actividades económicas, mas também a Provedoria da Justiça, os munícipes que tenham apresentado reclamação sobre ruído nos últimos cinco anos e demais interessados.

Câmara do Funchal aprova benefícios fiscais para novo projeto de reabilitação urbana

Pedro Calado destacou a aposta que a autarquia está a fazer na recuperação de imóveis degradados com a atribuição de benefícios fiscais, quase todas as semanas.

Valor da comercialização de Vinho da Madeira cresceu 8,4% apesar da quantidade ter recuado 2,7%

A comercialização no mercado nacional atingiu os 583,4 mil litros e rendeu um valor aproximado a 5,3 milhões de euros, dos quais 463,9 mil litros e 4,1 milhões de euros são das vendas efetuadas na Região Autónoma da Madeira.
Comentários