Madeira gera défice de 62 milhões de euros

As receitas chegaram aos 635 milhões de euros e as despesas atingiram 697,1 milhões de euros.

A Madeira gerou um défice de 62 milhões de euros, até junho, resultante de receitas de 635 milhões de euros e despesas de 697,1 milhões de euros, de acordo com a Direção Regional do Orçamento e Finanças.

As receitas angariadas pelo Governo da Madeira aumentaram 21,4% e as despesas subiram 5,9%.

As receitas, através de impostos diretos subiram 28% para os 93,1 milhões de euros, e os impostos indiretos cresceram 7,6% para os 285 milhões de euros, e as transferências de capital aumentaram 90,5% para os 83,3 milhões de euros, e as transferências correntes aumentaram 6,4% para os 117,4 milhões de euros.

As despesas por via de consumo público cresceram 1,5% para os 485,3 milhões de euros, as despesas com o pessoal cresceram 3,9% para os 329,5 milhões de euros, os juros e outros encargos aumentaram 27,9% para os 46,3 milhões de euros, e as transferências correntes caíram 5,9% para os 63,9 milhões de euros.

Recomendadas

Madeira: Número de acidentes de trabalho diminuiu 24,4% em 2020

O sector da “Construção” concentra o maior número de acidentes, com 24% do total, seguido do sector do “Comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos”, com 16,5%.

Câmara do Funchal promove atividades lúdicas para celebrar Dia Internacional da Juventude

As atividades estarão a decorrer próxima sexta-feira à tarde, das 15ho0 às 18h00, no Parque de Santa Catarina. 

IL denuncia falta de resposta da Câmara do Funchal para problema de ruído na Zona Velha

Nuno Morna frisa que há dois meses o partido pediu uma audiência a várias entidades, nomeadamente o Presidente da Câmara do Funchal, Inspeção das Atividades Económicas (ARAE), Comando Regional da PSP Madeira e Provedoria de Justiça, onde pretendia apresentar e clarificar questões sobre a situação do ruído da Zona Velha.
Comentários