Madeira: IDE vai alocar 97 milhões para apoios a empresas

Após reunião com o Secretário Regional da Economia, Rui Barreto, em relação ao Orçamento Regional para 2022, o líder parlamentar do CDS frisou a prioridade dada pelo Governo Regional à “proteção do emprego” e apontou para o que já foi feito no âmbito das empresas na região, afirmando que se não fossem “estas medidas proativas do Governo Regional, certamente teríamos um tecido empresarial enfraquecido”.

O CDS anunciou que o Instituto de Desenvolvimento Empresarial da Região Autónoma da Madeira (IDE) vai ter cerca de 97 milhões “para continuar a apoiar programas de apoio que irão manter as empresas em funcionamento e consolidar os empregos da Região”, afirmou o líder parlamentar António Lopes da Fonseca.

O centrista sustentou que uma das grandes prioridades do Governo Regional passou sempre por salvaguardar as empresas regionais e os empregos, lembrando que “os 235 milhões de euros de apoios, através de 17 programas, foram cruciais e tiveram em conta, sobretudo, a consolidação das empresas regionais e, em particular, os 68 mil empregos na região que se salvaram”.

Após reunião com o Secretário Regional da Economia, Rui Barreto, em relação ao Orçamento Regional para 2022, o líder parlamentar do CDS frisou a prioridade dada pelo Governo Regional à “proteção do emprego” e apontou para o que já foi feito no âmbito das empresas na região, afirmando que se não fossem “estas medidas proativas do Governo Regional, certamente teríamos um tecido empresarial enfraquecido”.

Lopes da Fonseca apontou ainda para os dados da Direção Regional de Estatística da Madeira, onde verifica-se que o indicador regional da atividade económica subiu 6,7% em agosto em comparação ao período homólogo, o que constitui “uma fase de crescimento” para a economia regional e um fator que levou à “salvaguarda de empregos” na região, considera o CDS.

O líder parlamentar frisou a descida da taxa de desemprego dada na região este ano, ficando atualmente nos 7,3%, o que aponta para índices equivalentes ao período pré-pandémico, o que prova que as medidas do Governo Regional de apoio à economia foram eficazes e permitiram apoiar as necessidades das empresas, protegendo os trabalhadores e os seus empregos”, defendeu Lopes da Fonseca.

O deputado mencionou ainda que estes objetivos foram frequentemente atingidos “sem o apoio do Governo da República”, mas que mesmo assim a Região Autónoma da Madeira “irá certamente manter um conjunto de apoios às empresas”.

Recomendadas

Madeira: ACIF participa na quinta reunião transnacional do projeto BLUE-TEC

O projeto visa promover o crescimento inteligente do turismo náutico e costeiro da Macaronésia.

PSD/Açores disponível para novo modelo de financiamento dos bombeiros

O deputado regional social-democrata Luís Soares considerou necessário “saber como funcionam os mecanismos de acesso aos fundos comunitários, mantendo uma porta direta pelos bombeiros, em vez das candidaturas serem elegíveis somente através das câmaras municipais”.

Madeira: Vacinação contra a Covid-19 passa a ser sazonal e decorre em simultâneo com a vacinação contra a gripe

Estas duas vacinas sazonais, contra a gripe e contra a Covid-19, podem ser administradas no mesmo momento, “sendo consensual que a vacinação é segura e igualmente eficaz”, indica a  Direção Regional de Saúde.
Comentários