Madeira: Iniciativa Liberal critica perspetiva securitária como forma de resolver problemas da droga, álcool e segurança

O partido diz que existe uma perspectiva securitária que “até concebe que os militares desçam dos quartéis para patrulhar as cidades. Estas coisas nem se devem pensar, quanto mais dizer. No dia em que isso acontecesse seria a falência do Estado de Direito, a falência da democracia e o reconhecer da incompetência de quem nos governa, tanto ao nível municipal como regional”.

A Iniciativa Liberal critica a perspetiva securitária que a Região Autónoma da Madeira tem seguido como forma de resolver os prolema da droga, álcool e segurança.

“O que temos é uma perspectiva securitária que até concebe que os militares desçam dos quartéis para patrulhar as cidades. Estas coisas nem se devem pensar, quanto mais dizer. No dia em que isso acontecesse seria a falência do Estado de Direito, a falência da democracia e o reconhecer da incompetência de quem nos governa, tanto ao nível municipal como regional. Aos militares, só em caso de Estado de Sítio ou de Emergência (altura em que liberdades e garantias são suspensas) podem os militares ser incumbidos de missões de segurança. Aos militares missões militares, às forças de segurança missões de segurança”, diz a Iniciativa Liberal.

A força partidária entende que a solução para resolver o problema da droga, álcool, e segurança, que um “triângulo de violência e morte” passa por “interdisciplinariedade, empenho, querer, esquecer a politiquice do mandato, olhar o futuro”, acrescentando que “cheira-nos que mais dia menos dia, o presidente da Câmara do Funchal, Pedro Calado, vai começar a falar em empresas de segurança privadas. O que seria o total ridículo”.

Recomendadas

Funchal: PAN critica “tiques de absolutismo” de PSD e CDS-PP

O partido diz que o Orçamento Municipal do Funchal, que foi aprovado na Assembleia Municipal, permite concluir que estamos perante uma vereação “sem rasgo, sem ideias, conduzida por um presidente de Câmara, Pedro Calado, cuja capacidade de resolução de problemas já é considerada, por um número crescente e cada vez maior de habitantes do Funchal, como uma desilusão”.

Madeira lança campanha para promover literacia na saúde

Entre os temas abordados estarão: a alimentação saudável, a promoção da atividade física, a prevenção de acidentes em diferentes idades e contextos, a saúde mental ao longo da vida, a prevenção de consumos de substâncias psicoativas, a prevenção de consumos de álcool e tabaco, o sono e o repouso recomendados e o uso adequado da medicação.

Asseco PST e LOQR estabelecem parceria para reforçar ligação à lusofonia

Com esta parceria as empresas pretendem auxiliar as instituições financeiras no seu processo de aceleração digital.
Comentários