Madeira: Iniciativa Liberal critica promiscuidade entre PSD e grupos económicos

Em causa esteve a alteração de horários do Lobo Marinho devido à festa do PSD no Chão da Lagoa.

A Iniciativa Liberal Madeira criticou a promiscuidade existente entre o PSD e certas empresas. Em causa esteve a alteração de horários do Lobo Marinho devido à festa do PSD no Chão da Lagoa.

“Pergunta-se então onde está a promiscuidade. Está na mistura entre os interesses de um partido, que sustenta um governo, e os interesses de um privado que, ao que parece, sustenta os interesses desse partido. Estamos a falar em concreto da alteração de horários do Lobo Marinho, uma embarcação paga com fundos comunitários e dinheiro dos nossos impostos. Uma das principais razões da existência desta embarcação é a de reduzir o isolamento do Porto Santo. Não é para servir o PSD, nem para este dela se servir. A alteração de horários demonstra promiscuidade entre quem exerce o poder e quem se serve desse mesmo poder. Uma mão paga à outra”, diz a Iniciativa Liberal.

O partido acrescenta que nem refere “os preços especiais para os porto-santenses cuja diferença” que esperam ter “sido suportada” pelo PSD.

“A Iniciativa Liberal Madeira considera o sucedido mais uma prova das relações pecaminosas, entre certas empresas e o poder político regional”, acrescenta o partido.

Recomendadas

Madeira: Número de acidentes de trabalho diminuiu 24,4% em 2020

O sector da “Construção” concentra o maior número de acidentes, com 24% do total, seguido do sector do “Comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos”, com 16,5%.

Câmara do Funchal promove atividades lúdicas para celebrar Dia Internacional da Juventude

As atividades estarão a decorrer próxima sexta-feira à tarde, das 15ho0 às 18h00, no Parque de Santa Catarina. 

IL denuncia falta de resposta da Câmara do Funchal para problema de ruído na Zona Velha

Nuno Morna frisa que há dois meses o partido pediu uma audiência a várias entidades, nomeadamente o Presidente da Câmara do Funchal, Inspeção das Atividades Económicas (ARAE), Comando Regional da PSP Madeira e Provedoria de Justiça, onde pretendia apresentar e clarificar questões sobre a situação do ruído da Zona Velha.
Comentários