Madeira: Iniciativa Liberal questiona segurança de contentores de gás junto ao Porto do Caniçal

a IL relembra que há dois anos uma enorme explosão abalou o porto de Beirute, resultando em mais de 218 mortos e mais de 7.500 feridos, com um rebentamento teve origem num depósito de produtos químicos.

Créditos: Clube de Entusiastas de Navios

A Iniciativa Liberal alertou para a segurança de vários contentores de gás situados junto ao Porto do Caniçal, devido à possibilidade de haver uma explosão.

O partido refere que em fotografias tiradas no passado dia 1 de agosto “é possível verificar a existência de 17 contentores de transporte de GNL (Gás Natural Liquefeito) em cima do molhe do porto, ao lado de uma grua e de um barco, viaturas a passar ao lado, tudo demasiado próximo. Estes tanques/contentores, mesmo vazios de gás liquefeito, ficam cheios de gás na sua forma natural com uma enorme periculosidade explosiva”.

Nesse sentido, a IL relembra que há dois anos uma enorme explosão abalou o porto de Beirute, resultando em mais de 218 mortos e mais de 7.500 feridos, com um rebentamento teve origem num depósito de produtos químicos.

O inquérito realizado conclui que tudo se deveu ao facto de produtos de diferentes origens estarem demasiado próximos uns dos outros. Neste caso, o problema com um fogo-de-artifício desencadeou uma reação em cadeia.

Desta forma, a IL questiona que medidas de segurança são tomadas da parte das empresas e entidades envolvidas, naquilo que “nos parece, aparentemente, uma enorme irresponsabilidade”.

“Não é de pouco pensarmos, que mais acima, estão os depósitos da Galp com milhões de litros de combustíveis”, aponta ainda.

O partido questiona também se existe alguma rede de combate a incêndios junto aos contentores de gás, se é normal aqueles contentores estarem ali, se os mesmos não deviam estar numa zona isolada e devidamente salvaguardada, que protocolo está instituído para o manuseamento e transporte destes contentores no porto e se existe algum plano de contingência em caso de acidente.

Recomendadas

Madeira: BE reivindica medidas que promovam reciclagem e economia circular

O partido considera que é preciso haver campanhas de sensibilização que alertem para a importância da reciclagem, já que a Madeira “uma das regiões do país com a mais baixa taxa de reciclagem, que atinge apenas os 13%”.

Presidente do Iasaúde diz que descentralização do serviço tem permitido “atendimento mais eficiente”

Nos primeiros seis meses do ano 549 novos utentes inscreveram-se no Serviço Regional de Saúde (SRS) através dos serviços de reembolsos nas localidades fora do Funchal, com a Ribeira Brava a representar 22,8% dos inscritos.

Nova lei das telecomunicações protege consumidores que querem cancelar um contrato (com áudio)

De acordo com a nova lei, publicada dia 16 deste mês, esta situação será modificada. A nova lei prevê que nos casos em que o motivo se trata de desemprego, doença prolongada ou emigração, os consumidores poderão rescindir o contrato sem ter que efetuar qualquer pagamento.
Comentários